18 Chico traz pedacinho do Chile para São Paulo

0
23
Barraca decorada por chilenos durante festa de independência do Chile, em São Paulo (30/09/17). Crédito: Antonella Vilugrón Pulcinelli/MigraMundo

Com alegria e emoção, comunidade chilena em São Paulo celebrou aniversário de independência da terra natal e também cativa pessoas de outras nacionalidades

Por Antonella Vilugrón Pulcinelli
Em São Paulo (SP)

“¡Mi banderita chilena
Banderita tricolor!
¡Mi banderita chilena
Banderita tricolor!
Colores que son emblema
Emblema de mi nación”
– Los Huasos Quincheros

Impossível falar do Chile sem lembrar das festas pátrias, comemoradas todo dia 18 de setembro não apenas por lá, mas em qualquer país que tiver ao menos um chileno. No Brasil não é diferente e a comunidade residente em São Paulo fez sua parte durante a celebração de 207 anos de independência do Chile, ocorrida na quadra do Sindicato dos Bancários, na região central, no último sábado (30/09).

O clima entre os participantes era de muita alegria e emoção, embalado por muita Cueca (música e dança típica), vinho e empanada, decoração em branco, azul e vermelho (cores da bandeira nacional).

Barraca decorada por chilenos durante festa de independência do Chile, em São Paulo (30/09/17).
Crédito: Antonella Vilugrón Pulcinelli/MigraMundo

O evento teve inicio as 9h da manhã com uma missa na Igreja da Terceira Ordem do Carmo. Em seguida, a festa começou oficialmente na quadra do Sindicato com a execução dos hinos nacionais do Brasil e do Chile – a emoção com quem todos cantaram foi indescritível e de arrepiar.

A comemoração não contou apenas com música e dança, mas era possível provar ou matar a saudade de diversos pratos típicos, como a empanada – que é um salgado assado com recheios variados de carne a mariscos. Além disso, era possível levar para casa vários tipos diferentes de lembrancinhas do país, como chaveiros, bandeira, chapéus, camisetas entre vários outros.

Foram diversas apresentações durante todo o dia, como o Grupo Musical Ameríndia, o Grupo Musical Canto Livre, o grupo de dança folclórica Quinchamalí, entre outras demonstrações culturais. Elas não encantaram apenas os chilenos presentes, mas também os brasileiros e pessoas que outras nacionalidades que foram prestigiar o evento.

Quadra do Sindicato dos Bancários de São Paulo ficou lotada para a festa de independência do Chile.
Crédito: Antonella Vilugrón Pulcinelli/MigraMundo

“No evento da UneChile tive a satisfação de degustar a comida chilena, o que eu mais gostei foi a sardela e o seviche. Achei o povo chileno muito simpático e participativo. Umas das coisas que me chamou a atenção foi a abertura do evento com o Hino Nacional Brasileiro e Chileno, percebi que muitos cantavam com o coração, mostrando orgulho de sua pátria”, afirmou a estudante de Jornalismo Jéssica Keyth.

Próximo às 18h, horas o casal Aline e Javier, campeões mundiais de Cueca (dança típica chilena), entraram no palco para receber as devidas homenagens e o troféu pela conquista. A dupla dançou ao som do músico German Octavio Rojas Larraguibel, integrante do grupo de música folclórica EntreLatinos que ajudou a animar a festa.

Apresentação de cueca, dança típica chilena, durante celebração da independência do país em São Paulo.
Crédito: Antonella Vilugrón Pulcinelli/MigraMundo

“Fiquei encantada com as apresentações, principalmente ao som de flauta que me fez lembrar da minha cultura, que também utilizam flautas nos eventos”, declarou a japonesa Ayumi Higa, 15, atualmente vivendo no Brasil.

Ainda teve o sorteio de uma passagem de ida e volta para o Chile, além de uma premiação para a barraca mais decorada do evento.

Abertas não só à comunidade, mas também a visitantes externos, festas como a da independência do Chile funcionam como convites para que o público possa conhecer mais e melhor sobre o país.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira seu comentário
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.