Brasileiras na Irlanda também denunciam machismo e estereótipos por meio da hashtag #MeuAmigoSecreto

0
24

Por Jéssica Moreira

Nesta semana, as mulheres do Brasil dominaram as redes sociais. A hashtag ‪#‎MeuAmigoSecreto‬ fez da comum prática de presentes de fim de ano uma metáfora para mobilizar centenas de mulheres a denunciarem os abusos que, diariamente e, desde meninas, sofrem dos homens: pais, irmãos, amigos, maridos, tios, avôs, vizinhos, patrões, namorados e por aí vai.


As brasileiras na Irlanda, em uma página no Facebook que agrega apenas mulheres brasucas – Calcinhas in Ireland – postaram frases que mostram como o machismo não só atravessa o oceano, como, muitas das vezes, pode estar relacionado à nacionalidade.

Veja abaixo algumas frases postadas pelas mulheres na página:

Foto de uma das páginas com a hashtag #MeuAmigoSecreto Crédito: Reprodução
Foto de uma das páginas no Facebook com a hashtag #MeuAmigoSecreto
Crédito: Reprodução

#MeuAmigoSecreto acha que só porque sou brasileira eu tenho que transar com ele
Jéssica Moreira

#MeuAmigoSecreto acha “ok” pagar 90 euros por semana para seu babá 24h por dia.
Jéssica Moreira

#MeuAmigoSecreto é brasileiro, e sempre que uma mulher brasileira não se interessa por ele, ele sai por aí falando que mulher brasileira só se interessa por passaporte vermelho!!!
Catarina Amaral Broughan

#MeuAmigoSecreto acha que só porque não nasci na Europa estou doida para casar com o primeiro Europeu que aparecer para ficar aqui “forever”!
Tunísia Lima

#meuamigosecreto me contratou para trabalhar na empresa dele, em menos de uma semana me chamou numa salinha particular e me propôs que eu fosse diretora na outra empresa que ele estava montando, e então colocou a mão entre as minhas pernas e disse que “adora trabalhar com brasileiras”. Levantei e fui embora, continuo procurando emprego em Dublin.
Ana Carolina de Aguiar

Capa de outra página intitulada Meu Amigo Secreto. Hashtag #MeuAmigoSecreto tem denunciado machismo no cotidiano feminino. Crédito: Reprodução
Capa de outra página intitulada Meu Amigo Secreto. Hashtag #MeuAmigoSecreto tem denunciado machismo no cotidiano feminino.
Crédito: Reprodução

#MeuAmigoSecreto disse que eu deveria ficar feliz em ser explorada aqui, afinal sou brasileira e tem um monte de sul-americano aqui precisando de emprego.
Renata Baldrez Bernardo

#MeuAmigoSecreto quando soube que eu viria para a Irlanda, me perguntou quem era o “cara” que ia pagar pelo meu intercâmbio. Daí eu respondi que o único cara que paga minhas contas é o meu trabalho.
Pâmela Bandeira

#MeuAmigoSecreto é o tipo de cara que te chama pra beber e sair com ele no teu trabalho sendo você waitress (garçonete) e ele o cliente, ainda mais quando pergunta de onde sou e digo que sou Brasileira.
Edinéia Mânica

#meuamigosecreto aperta minha bunda enquanto estou trabalhando em um pub, com os dois braços cheios de copos, e por isso se acha o machão no meio dos amigos.
Thamiris Trisch

#meuamigosecreto pede para eu trabalhar mais horas e dias sem remuneração do que a pessoa que tem o mesmo cargo que eu mas é alemã, meu amigo secreto “sabe” que brasileiro “gosta” de agradar todo mundo e não sabe dizer não.
Tarsila Sartori Nascimento

#Meuamigosecreto acha que só estou namorando um Irish (Irlandês), porque quero o passaporte vermelho, mas eles nem sabem que ainda vou tirar o stamp4 antes de me casar, e estou juntando dinheiro pra poder me casar daqui uns anos. Eles pensam que não existe amor entre nacionalidades diferentes.
Sarah Sampaio

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira seu comentário
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.