Campanha busca apoio para exposição itinerante sobre crianças refugiadas

0
7
Exposição vai retratar crianças e adolescentes que vivem em campos de refugiados. Crédito: Divulgação

Como é a infância nos campos de refugiados? Como é crescer em meio a um ambiente que, por si só, já traz uma carga enorme de incerteza e precariedade? É pensando nessa realidade que a fotógrafa brasileira Karine Garcêz criou um projeto que capta as expressões de crianças e adolescentes palestinos que vivem em campos de refugiados distribuídos na Turquia, Líbano e Síria.

A exposição Infância Refugiada / Refugee Childhood é composta por fotos feitas por Karine entre 2014 e 2015, durante viagem de caráter humanitário integrando missão da ONG holandesa Al Wafaa Campaing – o nome da entidade, inclusive, significa “cumprindo a campanha”.

Além de fazer o registro das crianças e adolescentes que vivem nos campos de refugiados, a exposição também busca gerar reflexões sobre a responsabilidade que a comunidade internacional tem diante da dura realidade da guerra e ausência de direitos sociais básicos, condições às quais essas crianças são submetidas. O projeto deve virar ainda uma mostra itinerante, que passará inicialmente pelo Brasil (Brasília, Fortaleza, São Paulo e Curitiba) e por Roterdã, na Holanda, sede da ONG Al Wafaa Campagin.

Para viabilizar a exposição e os deslocamentos do material, foi criada uma campanha de crowdfunding no portal Catarse. O prazo está quase no fim (vai até 01 de dezembro), mas ainda dá tempo de ajudar. As contribuições podem ser feitas a partir de R$ 20 – clique aqui e saiba mais sobre como ajudar o projeto.

Além da campanha, é possível conhecer mais sobre o projeto por meio dos links abaixo:

Facebook https://www.facebook.com/refugeechildhood?ref=book…

Karine Garcêz: https://www.facebook.com/karine.garcez

Instagram: refugeechildhood

Twitter: refugeechildhood

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira seu comentário
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.