Cartas e experiências de migrantes da África são tema da nova mostra do Museu da Imigração de SP

0
18

Quem for à Festa do Imigrante deste ano (que começa dia 14) e ao Museu da Imigração de São Paulo nas próximas semanas poderá visitar a mais nova exposição temporária do Museu, intitulada “Cartas de Chamada de Atenção”, que abre ao público a partir desta sexta-feira (12), às 18h30. A entrada é gratuita.

A mostra é composta pelas experiências de 45 migrantes de 11 países da África que toparam o convite – às vezes bastante difícil – de compartilhar a experiência de migrar nos dias de hoje: Angola, Burkina Faso, Gâmbia, Guiné Bissau, Guiné Conacri, Mali, Nigéria, Quênia, República Democrática do Congo, Senegal e Togo. Eles relataram suas histórias em uma série de encontros que resultaram em cartas e desenhos que ficarão expostos no espaço Hospedaria em Movimento do Museu, que fica no piso térreo do edifício, até 2 de agosto.

Oficinas com imigrantes deram origem à nova mostra temporária do Museu da Imigração. Crédito: Divulgação/Museu da Imigração do Estado de São Paulo
Oficinas com imigrantes deram origem à nova mostra temporária do Museu da Imigração.
Crédito: Divulgação/Museu da Imigração do Estado de São Paulo

Os autores das cartas são alunos de português do Arsenal da Esperança, instituição vizinha ao Museu e que preserva a função inicial do prédio (a antiga Hospedaria do Brás) de abrigo a imigrantes, a solicitantes de refúgio e a refugiados, tem como resultado uma exposição que homenageia as histórias individuais para ajudar a compor a história da imigração contemporânea em São Paulo.

Cada participante do projeto, com a ajuda dos professores voluntários no Arsenal, criou texto ou desenho que foi reproduzido em tecidos dispersos no espaço expositivo e seus autores podem ser identificados em pequenas placas nas paredes. A própria presença do tecido em si já é um elemento simbólico, associado à trama, aos caminhos percorridos, ao entrelaçar de vidas e histórias dessas pessoas.

O blog do Museu da Imigração tem mais informações sobre a nova exposição e seu processo de construção.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira seu comentário
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.