Categoria: Migrações e Gênero

Os estereótipos de gênero como motivador para a não concessão de refúgio às pessoas LGBTI

Por Danielle Menezes Em 28 de junho de 1969, a polícia de Nova York invadiu o Stonewall bar, conhecido por ser um espaço libertário, frequentado pela comunidade gay, lésbica, travesti e de drags queens que eram recebidos com hostilidade em outros lugares. Embora tais batidas fossem relativamente frequentes, os policiais não imaginavam que naquele dia, tantos os frequentadores, como moradores locais, fossem se insurgir contra aquela ação. Os protestos ganharam forma e duraram cerca de 5 dias. No ano seguinte, as primeiras paradas gays (como ainda eram chamadas na época) surgiram em Chicago, Nova York, São Francisco e Los Angeles. ... Leia mais

Isolamento social pelo Covid-19 intensifica violência doméstica contra mulheres imigrantes

Medidas de isolamento foram decretados em todo o país como resposta ao alastramento do novo coronavírus (Covid-19). Apesar da eficácia comprovada de tal medida para diminuir a curva de contaminação do vírus e desafogar o sistema de saúde, este cenário também acabou por atingir as mulheres que já viviam em situação de violência doméstica. Convivendo de maneira intensa com seus agressores, essas mulheres veem sua renda encolher enquanto as agressões aumentam. Entretanto, por impossibilidade de ir à uma delegacia, de ter um momento a sós para ligar para a polícia ou até mesmo por medo, as denúncias vem diminuindo. Neste ... Leia mais

Resiliência durante a pandemia

Por Migrant Women Press Desde a declaração da Organização Mundial da Saúde sobre a pandemia de Covid-19, e o conselho de que “todos os países devem encontrar um bom equilíbrio entre a proteção da saúde, a minimização das perturbações econômicas e sociais e o respeito aos direitos humanos”, os estados começaram a tomar medidas para diminuir a propagação do Coronavírus. Observou-se, especialmente através da cobertura da mídia, que apesar de todo o mundo ser afetado por esta pandemia, o vírus atinge com mais força as comunidades mais vulneráveis, especialmente as mulheres. Organizações de direitos humanos e de mulheres, ativistas e ... Leia mais

Ser mãe e migrante é uma experiência de confrontamento com a incerteza

Por Mariana Kuhlmann* É inegável que discorrer sobre a experiência da maternidade é uma tarefa complexa, sobretudo em uma sociedade majoritariamente patriarcal. Um estudo amplamente divulgado pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) constata que a chegada de uma criança interfere 8 vezes mais na vida profissional das mulheres do que na dos homens. Tendo isso em vista, cabe reconhecer que discorrer sobre a experiência da maternidade migrante é uma tarefa ainda mais complexa. Um levantamento da OCDE (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico) aponta que cerca de 35% das mulheres migrantes na Europa ficam fora do mercado de trabalho ... Leia mais

Refúgio e gênero: precisamos falar sobre mulheres refugiadas

Por Giovanna Vial e Gabriela PereiraDo ProMigra No mês em que se comemora o dia das mulheres internacionalmente, é necessário lançar um olhar cuidadoso para um grupo seleto de mulheres de que pouco se fala: mulheres refugiadas.  A relevância de mulheres dentro dos fluxos migratórios tem expandido ao longo das últimas cinco décadas, simultaneamente à sua invisibilidade. Atualmente, as mulheres compõem metade da população migrante, e são a maioria entre imigrantes na América, Europa e Oceania. Maria José Magliano explica que os processos de mobilidade humana são marcados pelas relações de gênero, isto é, as relações sociais de sexo são elementos estruturantes do ... Leia mais

Sob chuva, mulheres imigrantes vão a ato em SP contra feminicídio e violência de gênero

Atualizado às 12h33 de 10.mar.2020 Mulheres imigrantes que vivem em São Paulo se organizaram para reforçar as manifestações do último domingo (8) na avenida Paulista, data na qual é lembrado o Dia Internacional da Mulher. A chuva que caiu com força durante a tarde na capital paulista não impediu participação de mulheres migrantes independentes e de coletivos como Equipe de Base Warmis – Convergência de Culturas, Rede Milbi (Mulheres Imigrantes lésbicas e bissexuais), Diásporas Africanas e Si, Yo Puedo. As Warmis – termo que significa “mulheres” em quéchua, língua falada especialmente no Peru e na Bolívia – destacaram a luta ... Leia mais

Um olhar migrante sobre o Dia da Visibilidade Trans

“A lógica é simples: quando encarna do útero de Maria, Ele transgride o gênero divino e assume o humano. Ou seja, originalmente Ele, Jesus, era de um jeito e, depois, assume outra condição; assim como toda pessoa Trans faz durante a vida… A gente vive no País que mais mata pessoas iguais a mim e eu ainda me proponho a ser quem eu sou na religião” Assim fala Alexya Salvador, professora de português, vice-presidente da Associação Brasileira de Famílias Homotransafetivas e pastora da ICM – Igreja da Comunidade Metropolitana – congregação evangélica. Primeira reverenda transexual de uma igreja cristã na América ... Leia mais

‘Mulher, migrante e ex-guerrilheira: colombiana na França recorda trajetória

Por Victória BrottoDe Estrasburgo (França) Um time de futebol vestido de verde jogava futebol a poucos metros da Embaixada da República Dominicana em Bogotá, na Colômbia. Era 27de fevereiro de 1980, e o país, liderado por Julio César Turbay Ayala. Uma época repressiva e um governo suspeito de fraude eleitoral, suspeita essa que recaíra sob todos os processos eleitorais na Colômbia. Seria uma tarde como qualquer outra, mas não o foi pelo simples fato que, dentro de suas sacolas de esporte, metade dos jogadores tinham armas roubadas do Exército colombiano e faziam parte de uma das mais conhecidas guerrilhas urbanas ... Leia mais

Temos de dialogar para nos fotalecer e combater violências, diz Rede Milbi

Criada em 2017, Rede Milbi busca dar visibilidade aos desafios vividos pelas mulheres que, além de imigrantes, também se identificam como lésbicas ou bissexuais Por Antonella Pulcinelli e Rodrigo Borges DelfimEm São Paulo Criar espaços seguros para debate e ações que deem visibilidade para a realidade vivida por mulheres migrantes lésbicas e bissexuais – e dessa forma, ter mais condições para lutar por seus direitos e combater diferentes formas de discriminação. Eis algumas das razões de existência da Rede de Mulheres Imigrantes, Lésbicas e Bissexuais (Milbi), criada em 2017 em São Paulo. Atualmente é composta por 10 mulheres de 8 ... Leia mais

O que significa ser uma mulher lésbica e imigrante em São Paulo?

Comunidade tem buscado articulação em rede para enfrentar dificuldades cotidianas Por Marcela Verdade e e Maria Paula BoteroDo ProMigra e Rede Milbi Em 29 de agosto comemora-se o Dia Nacional da Visibilidade Lésbica, em razão do 1º Seminário Nacional de Lésbicas (SENALE) que aconteceu nessa data no ano de 1996. Mulheres lésbicas e bissexuais sofrem violência contínua tanto por serem mulheres quanto por não serem heterossexuais, realidade que compõe um encontro de opressões das quais o enfrentamento é continuamente invisibilizado.  Tal enfrentamento encontra suas especificidades nas hierarquias de gênero e de sexualidade, desdobramentos de processos políticos e justificativas ideológicas que ... Leia mais