CELS e Conectas levam à ONU debate sobre nova lei migratória no Brasil

2
14

“Uma reforma de grandes dimensões em um país de importância estratégica pode ter um grande impacto, em particular na América Latina. Nesse sentido, é urgente que o Brasil aprove uma nova lei de migrações baseada nos direitos humanos e formule uma política migratória consistente. Deve, ainda, ratificar a Convenção Internacional de Proteção dos Direitos dos Trabalhadores Migratórios e de suas Famílias, seguindo o caminho de outros países da região”.

Em tradução livre do espanhol, as palavras acima são do pronunciamento feito em Genebra (Suíça) pelo Center for Legal and Social Studies (CELS) e pela ONG Conectas no Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas, no último dia 15.

Representação das Nações Unidas em Genebra, Suíça. Crédito: Wikimedia Commons
Representação das Nações Unidas em Genebra, Suíça.
Crédito: Wikimedia Commons

Em poucas palavras, o pronunciamento faz um panorama das políticas migratórias adotadas em países latino-americanos e mostra como o Brasil ainda está defasado no tema em relação às nações vizinhas. Por outro lado, são citadas também a realização da Conferência Nacional de Migrações e Refúgio (Comigrar) – que aconteceu recentemente em São Paulo – e os debates sobre o anteprojeto de lei de migrações como fatos que mostram a movimentação já existente no Brasil em torno da questão migratória.

O pronunciamento completo (em espanhol) pode ser visto no link abaixo:

http://webtv.un.org/meetings-events/index.php/watch/clustered-id-contd-sr-on-independence-of-judges-lawyers-and-sr-on-migrants-14th-meeting-26th-regular-session-of-human-rights-council/3625039144001

 

 

2 COMENTÁRIOS

  1. BOM DIA MIGRAMUNDO O MUNDO ANDINO AMAZONICO O DIA 21 DE JUNHO NO MEMORIAL DA AMERICA LATINA CONMEMORA 5522 ANOS ANO NOVO ANDINO INTI RAYMI a FESTA DO SOL A FESTA MAIS GRANDE DOS POVOS ANDINOS . realização ICUJAL rene cesar barrientos presidente ICUJAL2801 2362 98659 8483 98603 1669

    Date: Tue, 17 Jun 2014 13:19:27 +0000 To: recerik@hotmail.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira seu comentário
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.