publicidade
sexta-feira, junho 21, 2024

Colóquio discute Futuro da Educação para Imigrantes e Refugiados

Evento também serve como preparação para a segunda edição da Conferência sobre Migração e Refúgio (COMIGRAR), prevista para ocorrer em junho de 2024

Em uma parceria inédita, a Associação Educação Sem Fronteiras (ESF) e a Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) realizam nesta sexta-feira (24) e sábado (25) o I COLÓQUIO ESF-COMIGRAR, um evento com especialistas, acadêmicos, membros de comunidades migrantes e autoridades do terceiro setor para discutir o futuro da educação para imigrantes e refugiados.

O colóquio tem como objetivo ser um marco na discussão sobre a educação para imigrantes e refugiados no Brasil. O evento é realizado de forma híbrida – tanto online quanto presencialmente – permitindo a participação de um público amplo e diversificado, no Campus Osasco da Unifesp (Rua Oleska Winogradow, 100, Jardim das Flores).

As inscrições já foram encerradas.

Segundo dados do ACNUR, apenas 3% dos refugiados em todo o mundo têm acesso ao ensino superior. No Brasil, entre 2021 e 2022, 496 pessoas refugiadas e solicitantes da condição de refugiado foram matriculadas em instituições de ensino superior conveniadas com a Cátedra Sérgio Vieira de Mello (CSVM), sendo 470 estudantes de graduação, 18 mestrandos e 8 doutorandos.

Além disso, houve um crescimento de aproximadamente 46% na revalidação de diplomas de pessoas refugiadas pelas instituições membros da CSVM nos últimos 12 meses, totalizando 123 diplomas revalidados no período.

Os principais temas que serão abordados no I COLÓQUIO ESF-COMIGRAR incluirão:

  1. Contextos Migratórios e Vulnerabilidades: as diferentes situações e desafios enfrentados por imigrantes e refugiados, considerando os contextos de onde vêm e para onde migram.
  2. PLAC e Educação Popular: a relação entre a Língua de Acolhimento (PLAC) e a educação popular, explorando como esses dois conceitos podem ser integrados para melhorar a educação para imigrantes e refugiados.
  3. Cuidando de Quem Cuida: oficina focada no apoio e cuidado aos profissionais e voluntários que trabalham diretamente com imigrantes e refugiados, reconhecendo a importância do bem-estar desses indivíduos.
  4. Políticas Públicas e Educação para Imigrantes: painel sobre as políticas públicas existentes e necessárias para garantir o acesso à educação para imigrantes e refugiados.
  5. Migração, Refúgio e Acesso ao Ensino Superior: os desafios e oportunidades associados ao acesso ao ensino superior para imigrantes e refugiados.

Os organizadores

A ESF, fundada em 2020, é o primeiro instituto de educação para migrantes e refugiados do Brasil. Sua missão é a de garantir a imigrantes e refugiados o direito à educação.

    A UNIFESP, por sua vez, é uma instituição de ensino superior pública e gratuita, reconhecida pela excelência em ensino e pesquisa.

    A parceria entre a ESF e a UNIFESP é vista pelas duas instituições como um passo importante para a promoção e ampliação do acesso à educação para imigrantes e refugiados no Brasil. A realização do I COLÓQUIO ESF-COMIGRAR demonstra ainda o compromisso de ambas com a inclusão e a diversidade, além de reforçar a importância da educação como um direito fundamental para todos, independentemente de sua origem.

    O colóquio também serve como preparação para a segunda edição da Conferência sobre Migração e Refúgio (COMIGRAR), prevista para ocorrer em junho de 2024. Este evento reunirá especialistas e líderes para discutir e propor soluções para os desafios enfrentados por migrantes e refugiados, incluindo questões relacionadas à educação.

    Publicidade

    Últimas Noticías