Da Anistia Internacional: Sete coisas que talvez você não saiba sobre migrantes

0
10

A Anistia Internacional publicou no último dia 18, por ocasião do Dia Internacional do Imigrante, uma lista de sete perguntas básicas sobre o tema.

Embora pareçam perguntas “batidas” para quem já tem certo conhecimento na área, elas são úteis para aqueles que pouco ou nada sabem sobre imigração. Ou seja, ajudam o leitor ainda leigo a dar seu primeiro passo contra os estereótipos típicos da questão.

Diferença entre migrante e imigrante, refugiados, quantos imigrantes existem e posição da Anistia sobre o assunto estão entre as perguntas. O texto cita ainda alguns famosos que, embora muita gente não se dê conta, também são imigrantes.

O texto original pode ser lido neste link

1. Qual a diferença entre um imigrante e um migrante?

Todos os imigrantes são migrantes, mas nem todos migrantes são imigrantes. E para confundir ainda mais, existem os “emigrantes”. Funciona assim: Um migrante viaja pelo próprio país ou para outro país, geralmente para arranjar empregos ou juntar-se a membros da família, por causa de uma crise ou pobreza. Se você é da Itália e vai morar na Espanha, então você seria um emigrante na Itália e um imigrante na Espanha. Você pode ser chamado de “migrante internacional” se você tem uma nacionalidade estrangeira ou nasceu em outro país. “Imigrante” e migrante geralmente são usados como sinônimos e tendem a se misturar com o “requerente de asilo” (Refugiado).

Pertences de um migrante em um abrigo no México, 2010.  Crédito: Marc Silver
Pertences de um migrante em um abrigo no México, 2010.
Crédito: Marc Silver

2. Quantos migrantes existem hoje no mundo?

Em 2013, 232 milhões de pessoas viviam fora de seu país de nascimento, e 700 milhões eram migrantes em seu próprio território. As rotas mais famosas são: México para os EUA (12.2 milhões até agora), da Ucrânia para a Rússia (3.7 milhões) e pessoas fazendo o percurso contrário (3.5 milhões); e da Alemanha para os EUA (1.3 milhões). 36% dos migrantes do mundo se movem no sul global, e 35% do sul em direção ao norte. Os migrantes de países do norte são os mais felizes, de acordo com uma pesquisa global.

3. E quantos existem aonde eu vivo?

A maioria dos migrantes vive na Europa (72 milhões), seguido pela Ásia (71 milhões) e pela América do Norte (53 milhões). Provavelmente, você vai superestimar o número no seu país: Uma pesquisa em 14 países, revelou que muitas pessoas pensam que a parcela de migrantes no seu país é muito maior do que a verdadeira. Na Itália, por exemplo, os inquiridos estimaram que 30 de 100 pessoas fossem migrantes. O número certo? Sete.

4. Os migrantes são bons ou ruins para a economia global?

O Banco Mundial diz que a migração internacional é boa, porque os trabalhadores podem se deslocar para locais onde eles são mais produtivos. E o dinheiro enviado pelos migrantes para os países em desenvolvimento (chamado de “remessas”) vale três vezes mais do que os governos gastam em ajuda ao desenvolvimento – um estimado de US$ 404 bilhões, em 2013. Se incluídos o dinheiro enviado a países de alta renda, o valor salta para US$ 542 bilhões.

5. Qual é a diferença entre um migrante e um refugiado?

Um refugiado obteve autorização de viver em outro país pelo fato dos seus próprios governos não protegerem / ou não quererem proteger essas pessoas de abusos de diretos humanos. Um requerente de asilo é aquele que ainda não obteve o status de refugiado, mas solicitou proteção a outro país.

6. O que a Anistia Internacional diz sobre migrantes?

Os migrantes são muitas vezes os bodes expiatórios dos políticos ou da mídia, retratados como “imigrantes ilegais”, “puladores de muro” – e até mesmo “invasores” – que exploram a generosidade dos países que os acolhem. Acaba-se criando, portanto, uma impressão de que migrantes não tem nenhum direito, levando ao racismo e à discriminação. Queremos dissipar esse mito, concentrando-se nas coisas boas que eles trazem, como técnicas, recursos e diversidade. Nós também trabalhamos na proteção dos migrantes mais vulneráveis, de qualquer tipo de abuso ou exploração pelos seus empregadores, traficantes ou contrabandistas. [Saiba mais sobre isso.]

7. Migrantes e famosos?

Existem literalmente milhões de migrantes, então aqui estão alguns: o jogador de futebol da Premier League, Didier Drogba (da Costa do Marfim), a atriz Mila Kunis (Ucrânia), a primeira ministra da educação da França, Najat Vallaud-Belkacem (Marrocos).

E um dos mais famosos migrantes de agora? O papa Francisco (Argentina)

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira seu comentário
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.