Desfile da Portela no Carnaval do Rio chama a atenção para imigrantes do passado e do presente

0
12
Desfile da Portela no Carnaval 2018. Crédito: Gabriel Monteiro/Riotur/Fotos Públicas

Uma das campeãs do Carnaval 2017 no Rio, a Portela trouxe a temática migratória em seu enredo de 2018

Por Rodrigo Borges Delfim
Em São Paulo (SP)
Atualizado às 06h25

Ela pode até não levar o bicampeonato neste ano, mas a escola de samba Portela certamente deixou sua marca entre os desfiles do Carnaval deste ano no Rio de Janeiro, onde a crítica social foi um ponto em comum entre a maioria dos sambas-enredo.

Campeã em 2017 e maior vencedora do Carnaval carioca (22 títulos), a escola trouxe o enredo “De Repente de Lá Pra Cá e Dirrepente de Cá Pra Lá…”, no qual contou a história dos imigrantes judeus que passaram pelo Estado de Pernambuco e que, após a expulsão holandesa, no século 17, foram parar nos Estados Unidos, ajudando a construir a atual cidade de Nova York. A inspiração veio do livro “Caminhos cruzados: A vitoriosa saga dos judeus do Recife – da Espanha à fundação de Nova York”, lançado em 2015.

O próprio titulo do samba-enredo faz uma alusão à situação do migrante (hoje “aqui”, amanhã “acolá”).

Portela levou a temática migratória a seu desfile no Carnaval 2018.
Crédito: Divulgação/Portela

“Lá vem Portela, é melhor se segurar
Coração aberto quem quiser pode chegar
Vem irmanar a vida inteira
Na campeã das campeãs em Madureira”

Além de contar uma história que foi considerada uma simples lenda por muitos anos, o desfile da Portela também lembrou os migrantes atuais e incluiu refugiados entre seus componentes, deixando uma mensagem de paz e de tolerância – algo mais do que necessário em tempos nos quais a xenofobia tem ganhado cada vez mais espaço. A lembrança das raízes migrantes de uma das maiores e mais conhecidas cidades do mundo também é uma crítica ao presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que tem no discurso anti-imigração uma de suas principais plataformas.

Nas redes sociais, internautas se manifestaram sobre o enredo da escola – a maioria celebrou a beleza do desfile, mas não faltaram citações ao enredo e à mensagem levada pela Portela à passarela do samba. Veja algumas delas:

Gostou? Assine nossa newsletter e fique por dentro das noticias do MigraMundo

 

Nem todo mundo gostou, é claro…

A tréplica não tardou…

Desfile da Portela no Carnaval 2018.
Crédito: Gabriel Monteiro/Riotur/Fotos Públicas

Veja abaixo a letra completa do samba-enredo da Portela para o Carnaval 2018:

Vamos simbora povo vencedor 
Contar a mesma história 
Sou nordestino, estrangeiro, versador 
Eh eh eh viola… 
Vem do arrecife oio azul cabra da peste 
No doce do meu agreste, querendo se lambuzar 
Oi o mar maré de saudade, oi o mar 
Pedindo paz a Javé, perseguido na fé 
O imigrante veio trabaiá 
Oh saudade que vai na maré 
Passa o tempo e não passa a dor 
E um dia Pernambuco o português reconquistou 
Luar do sertão, ilumina… 
Pra quem deixou esse chão, triste sina 
Ô cumpadi em seu peito leva um dó 
Cada um em seu destino e a tristeza dá um nó (BIS) 
Vixi Maria lá no meio do caminho

Tem pirata no navio 
O pagamento não foi ouro nem foi prata 
Essa gente aperriada foi seguindo 
Ô gira ciranda, vai a chuva, vem o sol, deixa cirandar 

Chega criança, homi, muié 
No abraço dessa terra só não fica quem não quer (BIS) 

É legado, é união, é presente, igualdade 
É “Noviórque” pedestal da liberdade 
A minha águia em poesia de cordel 
22 vezes minha estrela lá no céu (BIS) 

Lá vem Portela é melhor se segurar 
Coração aberto quem quiser pode chegar (BIS) 
Vem irmanar a vida inteira 
Na campeã das campeãs em Madureira

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira seu comentário
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.