Dez crises de refugiados neglicenciadas em 2012

1
54

Em 2012, quando se falou em refugiados, logo vinham à mente os sírios que fugiam da guerra civil no país e integravam campos de concentração em países vizinhos, como a Turquia. Em menor medida, ainda apareciam no noticiário relatos de refugiados somalis no norte do Quênia. No entanto, a questão está bem longe de ficar restrita a tais casos – especialmente em tempos de crise global.

O portal IRIN, um serviço do escritório das Nações Unidas para coordenação de questões humanitárias, elaborou uma lista de dez crises de refugiados neglicenciadas neste ano, seja pela mídia, comunidade internacional ou mesmo autoridades locais. Delas, exatamente a metade (cinco) têm relação com algum país africano; quanto às demais, quatro estão na Ásia e uma na América Latina.

Das cinco crises de refugiados em curso na África, nada menos que três delas estão relacionadas ao Sudão (sudaneses no Chade, refugiados da Eritréia no leste do Sudão e refugiados sudaneses no Sudão do Sul), dando uma amostra da gravidade do problema no país, seja recebendo ou gerando refugiados.

Acesse o link no site do IRIN para conhecer mais sobre as crises de refugiados negligenciadas durante o ano que se encerra – e que, infelizmente, correm sério risco de continuarem à margem das discussões internacionais em 2013.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira seu comentário
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.