Fim de semana em SP tem agenda cheia de festas e debates sobre migrações; veja lista

0
12
Bairro da Liberdade, onde vai acontecer o Tanabata Matsuri. Crédito: Divulgação

Entre sexta e domingo a capital paulista tem debate sobre a Lei de Migração, festas russa e japonesa, workshop com comida congolesa e atividades culturais latinas

Por Rodrigo Borges Delfim
Em São Paulo (SP)

Atividades culturais e debates políticos relacionados às migrações serão especialmente fartos neste final de semana em São Paulo. De festa de rua a workshops culturais e debates políticos, a programação é extensa e vai requerer uma boa dose de jogo de cintura ou mesmo escolhas um tanto quanto ingratas sobre em qual atividade comparecer ou não.

Já que não tem como mudar, o jeito é analisar as opções disponíveis e escolher as que couberem melhor na sua agenda. E o MigraMundo tenta te ajudar fazendo uma pequena listinha do que vai rolar apenas neste final de semana – se faltou alguma atividade, não deixe de entrar em contato pelas redes sociais ou pelo e-mail blogmigramundo@gmail.com e fazer seu adendo:

Sexta e sábado (14 e 15/07)

Feira Gastronômica Cultural – Rússia e outras culturas
Local: Catedral Ortodoxa de São Nicolau
Endereço: Rua Tamandaré, 710 – Aclimação
Horário: das 10h às 18h (sexta e no sábado)
Entrada: gratuita
Informações: evento no Facebook

Atividade vai reunir atrações gastronômicas russas e de outros países do leste da Europa e Oriente Médio. É também uma oportunidade de conhecer a catedral e um pouco da história da comunidade migrante russa em São Paulo e seus descendentes.

Catedral Ortodoxa de São Nicolau, em São Paulo.
Crédito: Divulgação

Sábado (15/07)

Debate sobre a nova Lei de Migração
Local: Rua Conselheiro Ramalho, 945 – Bela Vista
Horário: das 15h às 18h
Entrada: gratuita – inscreva-se aqui
Informações: evento no Facebook

O Centro de Direitos Humanos e Cidadania do Imigrante (CDHIC) promove a atividade para discutir a nova lei, que vai substituir o Estatuto de Estrangeiro, e deve reunir imigrantes, ativistas, estudantes, advogados, jornalistas e especialistas em direitos humanos e imigração. Os principais temas serão: Impacto dos vetos e a manutenção do paradigma de Segurança Nacional, Possíveis Cenários e Conjuntura, Estratégia e Articulação e Desafios para a regulamentação – veja programação abaixo:

Inauguração Ayni
Local: Rua Marcos Arruda, 501 – Brás
Horário: das 15h às 23h
Entrada: gratuita
Informações: evento no Facebook

O grupo Ayni foi se formando a partir de interesses em comum de pesquisadoras de diferentes instituições, cidades, nacionalidades e áreas de atuação. Por meio de encontros em que cada um falava de sua pesquisa, surgiu a necessidade de transformar as inquietações e o material de pesquisa em ações mais concretas junto à população de imigrantes, principalmente a comunidade boliviana, tendo sempre como foco a valorização e o respeito de seus saberes e suas culturas de origem. Evento terá venda de bolos, arepas, doces e comida vegana, além das atividades abaixo:

17h: SOM Risas
Coletivo de arte Semillas / Paródia – dança
Humor – transformismo (em portunhol)

17h: Lakitas Sinchi Warmis
Equipe de base Warmis – convergência de culturas / Música

 

Domingo

Hip hop imigrante com o coletivo Latam Squad
Local: Centro Cultural São Paulo (CCSP) – Rua Vergueiro, 1.000 – Paraíso
Horário: das 14h às 15h
Entrada: gratuita
Informações: evento no Facebook

O coletivo Latam Squad, que reúne músicos de Bolívia, Brasil e Peru.
Crédito: Divulgação

A Equipe de Base Warmis-Convergência das Culturas convida o Coletivo Latam Esquad a ocupar o palco do foyer* do Centro Cultural São Paulo. O coletivo foi formado em 2014 pelos MCs De la Paz, Sheko, Egon e os grupos Sujos Clã (Pazqim, Santana e Dan Dan), Santa Mala (Abigail, Pamela e Jenny) e La Mil 8 Crew (Dimo, Pibeta, Cristian e Albert). Unindo artistas da Bolivia, Brasil e Peru, formaram em 2015 o Projeto Kantupac, contemplado pelo Programa VAI, realizando eventos mensais de Hip Hop latino em pontos de encontro de imigrantes. Em 2016 parte do coletivo vai a Bolivia para divulgar a música e fazer shows. Em 2017, com nova formação, prepara o primeiro CD Oficial do Coletivo.

Congolinária no Al Janiah
Local: restaurante Al Janiah – Rua Rui Barbosa, 269 – Bixiga
Horário: das 13h às 17h
Entrada: gratuita
Informações: evento no Facebook

Apresentação do Congolinária no SESC Vila Mariana, em São Paulo (abr.2017).
Crédito: Matheus Passaro

O projeto Congolinária, idealizado pelo congolês Pitchou Luambo, vai mais uma vez ao Al Janiah mostrar um pouco da culinária congolesa, que privilegia a utilização de produtos naturais sem aditivos químicos e/ou industriais e tem base vegana. É mais uma oportunidade de conhecer melhor a cultura e as histórias da República Democrática do Congo.

Sábado e domingo

Tanabata Matsuri
Local: Praça da Liberdade – (próxima à estação Liberdade do metrô)
Horário: sábado: das 10h30 às 19h;
domingo: das 10h30 às 18h
Entrada: gratuita
Informações: evento no Facebook

Bairro da Liberdade, onde vai acontecer o Tanabata Matsuri.
Crédito: Divulgação

Festa tradicional da comunidade japonesa que atrai curiosos e admiradores de diferentes nacionalidades, o Tanabata Matsuri (ou Festa das Estrelas) se refere a uma antiga lenda oriental sobre o amor impossível entre uma princesa e um pastor, que só podem se encontrar uma vez por ano (no sétimo dia do sétimo mês do calendário lunar) com uma condição: precisam atender a todos os pedidos vindos da Terra.

Por isso, além de atividades culturais e gastronômicas, os participantes do Tanabata costumam fazer pedidos por meio dos tanzakus – basta comprar um e, com muita fé, escreva o seu pedido e o pendure nos galhos dos bambus que estarão espalhados pelas ruas. Veja o significado de cada cor dos tanzakus:

Amarelo = Dinheiro
Azul = Proteção e Saúde
Branco = Paz
Laranja = Felicidade
Rosa = Amor
Verde = Esperança
Vermelho = Gratidão