Futuro Centro de Referência para imigrantes em SP abre vagas para profissionais de qualquer nacionalidade

5
488

Na próxima segunda-feira (4) começam as inscrições para as vagas que serão abertas em virtude da criação do Centro de Referência e Acolhida para Imigrantes (CRAI) de São Paulo. Pessoas de qualquer nacionalidade podem se candidatar e o prazo vai até o próximo dia 14.

Veja também: Prefeitura de São Paulo prorroga divulgação de resultado para vagas no CRAI; nova data sai em breve

Prédio na rua Japurá que vai abrigar o futuro CRAI. Crédito: Fernando Pereira/SECOM
Prédio na rua Japurá que vai abrigar o futuro CRAI.
Crédito: Fernando Pereira/SECOM

Os salários variam de R$ 1.950 a R$ 4.900 e preenchem os cargos descritos abaixo. Para todos a carga horária é de 40 horas semanais (exceto para a função de Assistente Social, que é de 30 horas):

Coordenador (a) – R$ 4.900
Advogado (a) – R$ 4.900
Psicólogo (a)- R$ 4.200
Secretário (a) bilíngue – R$ 2.450
Assistente social – R$4.000
Assistente para triagem – R$ 1.950

A ficha de inscrição e o edital podem ser acessados por meio dos links abaixo:

Ficha de inscrição (anexos do Edital)

Edital (íntegra) 

Maiores informações podem ser obtidas por meio da Coordenadoria de Políticas para Imigrantes da Prefeitura – telefones (11) 3113-9671 e 3113-9724, além do e-mail migrantes@prefeitura.sp.gov.br .

Sobre o CRAI

O CRAI ficará localizado em um prédio de três andares na rua Japurá, 232, na região da Bela Vista, e deve ser inaugurado até o final de setembro. Ele vai substituir o abrigo provisório que foi aberto em maio pela Prefeitura, na região do Glicério. A gestão do local será subordinada à Coordenação de Políticas para Imigrantes (CPMig) da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania (SMDHC).

No último dia 23 foi realizada uma reunião no auditório da SMDHC para explicar como será o funcionamento do CRAI e colher sugestões e observações da sociedade civil. Durante o encontro também foi debatido o que precisa feito na transição entre o abrigo provisório e a inauguração do novo Centro de Acolhida, período que ainda gera preocupação em meio às pessoas diretamente envolvidas com o tema migratório, sejam elas migrantes ou não.

Com informações da Coordenação de Políticas para Imigrantes (CPMig) da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania (SMDHC) da Prefeitura de São Paulo.

5 COMENTÁRIOS

  1. Olá eu sou musab de siria Sou engenheiro de telecomunicações Falo Inglês e árabe e pouca Português. Estou no Brasil desde dois meses, estou à procura de emprego, posso trabalhar nada até aprender Português. Eu preciso de sua ajuda

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira seu comentário
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.