O sofrimento de refugiados, a partir dos próprios pés

0
550

Pequenos detalhes, às vezes inusitados e sutis, podem dizer muito sobre uma determinada situação. Exemplo disso é a mostra A Long Walk, elaborada pela fotógrafa Shannon Jensen, que resolveu retratar os refugiados do Estado do Nilo Azul, no Sudão, que buscam abrigo no vizinho Sudão do Sul, o mais novo país reconhecido pela ONU – e um dos mais pobres do mundo.

As imagens foram feitas entre maio e junho de 2012. O resultado pode ser visto no site da fotógrafa, que também conta com outros trabalhos feitos no país africano.

sapatos

Por meio dos calçados – ou do que restou deles, de tão desgastados que estão – é possível ter uma ideia das dificuldades enfrentadas pelos refugiados. Eles podem até mesmo servir como uma amostra do sofrimento carregado pelos próprios donos, às vezes ao longo de anos e em repetidas situações, sujeitos a toda sorte de riscos.

Estima-se que a guerra que culminou com a divisão do Sudão tenha deixado cerca de 170 mil refugiados. O conflito armado pode ter terminado oficialmente, mas a tensão na região permanece, o que pode engrossar ainda mais o contingente de deslocados.

Crédito: Reprodução/Shannon Jensen

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira seu comentário
Informe seu nome aqui