publicidade
terça-feira, abril 16, 2024

Portugal, Estados Unidos e Paraguai são os destinos internacionais mais procurados pelos brasileiros

Segundo dados divulgados pelo Ministério das Relações Exteriores, em 2022, aumentou em 44% o número de brasileiros residentes no exterior. Desses, a maior parte encontra-se nos Estados Unidos (1,9 milhões), Portugal (360 mil) e Paraguai (254 mil).

As razões para essas mudanças variam de acordo com o local escolhido, mas, no geral, são motivadas por melhor qualidade de vida, mais oportunidades de trabalho, novas experiências de vida e até mesmo afinidade cultural com o país de destino. Nesse sentido, companhias aéreas brasileiras, como a LATAM, já oferecem um guia completo para os emigrantes brasileiros, além de promoções que incentivam as viagens.

No caso do Paraguai, as oportunidades de estudo e custo de vida barato são o que mais atraem jovens ao país. Especialmente para quem almeja a faculdade de medicina, os custos com a graduação são bastante reduzidos em comparação com o Brasil. Além disso, os paraguaios são mais receptivos com o idioma dos emigrantes brasileiros, fazendo o chamado portunhol funcionar bem entre eles.

Por sua vez, Portugal é bastante visado devido à proximidade entre as línguas e a qualidade de vida. Por mais que os dialetos e sotaque português possam dificultar de certa forma a compreensão, partilhar a mesma língua é um ponto extremamente positivo e atraente para os brasileiros, que vão precisar apenas se adaptar às diferenças. Também se considera nesse país a segurança e a valorização profissional, cenário um pouco desfavorável no que concerne ao Brasil.

Nos Estados Unidos, principal destino entre eles, questões como a fuga de cérebros e segurança lideram as motivações dos emigrantes. Segundo dados da Bicalho Consultoria Legal, escritório especializado em processos migratórios, o perfil dos brasileiros que se mudam para o país são profissionais qualificados (Engenharia, Tecnologia da Informação, Saúde, etc), buscando ampliar a carreira profissional, conquistar melhores salários e ter uma vida mais segura. Nessa dinâmica, é fato que os indivíduos que escolhem sair do país de origem procuram aspectos básicos de qualidade de vida, que tem deixado a desejar no Brasil. Custo de vida alto sem retorno em áreas como segurança, saúde e educação é pouco atrativo, especialmente para os jovens recém-formados, tornando-se a principal questão a ser resolvida caso o governo brasileiro deseje reter mais profissionais qualificados no país.

Publicidade

Últimas Noticías