Programa VAI em São Paulo contempla cinco projetos culturais de imigrantes

0
23

Comunidades migrantes e associações têm se organizado para divulgar e buscar meios de apoio para tirar do papel e da mente uma série de projetos sociais e culturais. E parte dos frutos desses esforços pode ser verificada no resultado do Programa para a Valorização de Iniciativas Culturais  (VAI), da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo.

O programa tem entre os seus objetivos o estímulo à criação, o acesso, a formação e a participação do pequeno produtor e criador no desenvolvimento cultural da cidade e a promoção da inclusão cultural. O VAI chegou à 12ª edição neste ano e 1.395 projetos inscritos. Deles, 231 foram contemplados, sendo que cinco estão diretamente relacionados a migrações, refúgio ou comunidades migrantes: “Microcine Migrante”, “São Paulo Refúgio”, “Kantupac”, “Portal Cultural Latino Americano” e “Ecos Latinos”.

A relação completa dos ganhadores da edição de 2015 do VAI pode ser consultada no blog oficial do programa.

“Tenho certeza de que muita gente boa deve ter ficado de fora. Nós devemos continuar os nossos esforços para ampliar os recursos para o VAI. Todo esforço necessário vai ser empreendido para valorizar cultura dos bairros da cidade. VAI é uma porta de entrada para muitas outras portas existentes na cidade para valorizar a cultura paulistana”, afirmou o prefeito Fernando Haddad, durante encontro com os representantes das iniciativas contempladas pelo VAI, no último dia 13.

Apresentação sobre o Programa VAI, da Secretaria de Cultura. Crédito: Fábio Arantes/Secom
Apresentação sobre o Programa VAI, da Secretaria de Cultura.
Crédito: Fábio Arantes/Secom

Já Paulo Illes, coordenador de políticas para imigrantes da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania, celebrou o fato de cinco das iniciativas contempladas estarem diretamente ligadas a imigrantes em São Paulo. “Sem dúvidas uma grande conquista desta gestão foi a abertura cada vez maior para que imigrantes e refugiados possam apresentar suas ideias e seus projetos por uma cidade cada vez mais inclusiva”. Foi o primeiro ano no qual a coordenação integrou a comissão que avaliou as propostas.

Em breve o MigraMundo vai abordar cada uma das iniciativas relacionadas a imigrantes que foram contempladas pelo VAI.

O que é o VAI?

O Programa para a Valorização de Iniciativas Culturais (VAI), foi criado pela lei 13540 (de autoria do então vereador Nabil Bonduki, atual secretário municipal de Cultura) e regulamentado pelo decreto 43823/2003, com a finalidade de apoiar financeiramente, por meio de subsídio, atividades artístico-culturais, principalmente de jovens de baixa renda e de regiões de São Paulo desprovidas de recursos e equipamentos culturais.

A gama de projetos contemplados pelo VAI é extensa – e cada um costuma incluir mais de uma linguagem ou intervenção: teatro, dança, música, literatura, biblioteca, cinema, rádio, mídia impressa, desenho, formação cultural, entre outras vertentes.

A seleção dos projetos é anual e inicia-se com a abertura do edital, seguida da entrega de projetos por parte dos interessados (na sede da Secretaria de Cultura e em mais dez pontos de fácil acesso na cidade). Atualmente cerca de R$ 9 milhões do orçamento da pasta são destinados ao subsídio dos projetos do VAI – em 2003, quando o programa teve início, a verba era de R$ 1 milhão.

Autor do VAI e atual secretário de Cultura, Bonduki pondera que os recursos da pasta ainda são escassos para a demanda existente em São Paulo, mas celebra os resultados e outras parceiras já firmadas na área cultural. “Nós temos uma disponibilidade orçamentária, embora muito maior do que foi no ano passado, ainda restrita perante as necessidades e o tamanho da cultura da cidade. O crescimento é grande, mas infelizmente não conseguimos contemplar a todos. Para isso a secretaria tem outros projetos e programas, que contemplam outras modalidades”. Entre eles estão os Pontos de Cultura, parceria do município com o governo federal que tem como intuito o apoio e o fomento de entidades culturais, portadoras do cadastro nacional de pessoa jurídica.

Com informações da Secom da Prefeitura de São Paulo

 

 

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira seu comentário
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.