publicidadespot_img
quarta-feira, setembro 28, 2022

Referência em estudos sobre migrações, Stephen Castles morre aos 77 anos

Entre outras características, o trabalho de Stephen Castles era conhecido por vincular eventos migratórios aparentemente díspares a fenômenos globais de grande escala

O sociólogo australiano Stephen Castles, referência mundial em estudos sobre migrações internacionais e refúgio, morreu na última segunda-feira (8) aos 77 anos. A causa não foi informada.

A notícia foi divulgada pelo Centro de Estudos de Refugiados (RSC, na sigla em inglês) da Universidade de Oxford, no Reino Unido, do qual o pesquisador foi presidente entre 2001 e 2006. Ele também foi fundador do Instituto de Migração Internacional da mesma universidade, que conduziu de 2006 a 2009.

O trabalho de Castles é conhecido por vincular eventos migratórios aparentemente díspares a fenômenos globais de grande escala, notadamente a globalização econômica. Ele é responsável por uma ampla gama de publicações dedicadas a entender as migrações, entre livros, artigos e outras produções. Entre as obras mais conhecidas das quais participou estão “The Age of Migration: International Population Movements in the Modern World”, e “Migration, Citizenship and Identity: Selected Essays”.

A última posição de Castles foi a de professor honorário de Sociologia na Universidade de Sydney.

Repercussão

Acadêmicos de diferentes países expressaram pesar pela passagem de Stephen Castles.

Matthew J. Gibney, atual diretor do RSC, por meio de nota, classificou o trabalho de Castles sobre migração e transformação social como transformador.

“Stephen foi de fato um dos grandes estudiosos de migração e poucos acadêmicos se igualam a ele até hoje em reconhecimento de nome e amplitude de leitores. Ele foi um pensador penetrante, que usou sua rigorosa fundamentação sociológica e conhecimento enciclopédico da migração mundial para perfurar preconceitos e suposições convenientes sobre as causas e consequências do movimento internacional de pessoas”, informou.

Por meio das redes sociais, instituições de pesquisa dedicadas às migraçõees e pesquisadores também lamentaram a partida de Castles.

- Advertisement -spot_img
- publicidade -

Últimas Noticías