publicidadespot_img
quinta-feira, fevereiro 22, 2024

São Paulo reconhece 22 iniciativas ligadas às migrações com o Selo de Direitos Humanos e Diversidade

"Pessoas Migrantes" é uma das 12 categorias que compõem a condecoração, criada em 2018 pela Prefeitura paulistana

Atualizada às 16h42 de 6.dez.2023

A Prefeitura de São Paulo promoveu nesta terça-feira (5), no SESC Pinheiros, a entrega da sexta edição do Selo de Direitos Humanos e Diversidade. Neste ano, foram contempladas 322 iniciativas conduzidas por empresas e instituições da sociedade civil em defesa e promoção desses valores. Dentre elas estão 22 ações ligadas à temática migratória.

Ao todo, foram 18 iniciativas reconhecidas dentro da categoria “Pessoas Migrantes”, umas das 12 que compõem o prêmio. Além disso, quatro instituições que atuam com migrantes também foram contempladas nas categorias “Crianças e Adolescentes”, “LGBTI” e “Transversalidades”.

A lista completa com os 322 contemplados nas 12 categorias do Selo pode ser acessada neste link.

Iniciativas sobre migrantes contempladas com o selo em 2023

Veja abaixo quais foram as iniciativas e projetos ligados à temática migratória contempladas pelo Selo de Direitos Humanos e Diversidade da Prefeitura de São Paulo neste ano.

Categoria: Crianças e Adolescentes

Missão Scalabriniana de Proteção a Criança e Adolescente Migrantes
Instituto Cristóvão Colombo 

Categoria LGBTI

Direitos Humanos para Migrantes e Refugiados LGBTI 
Casarão Brasil 

Categoria pessoas migrantes

Formação pedagógica inicial 
Associação Abraço Cultural 

Brasil Sem Fronteiras (BSF) 
Aldeias Infantis SOS Brasil

Tirando de Letra 
Associação Educação Sem Fronteiras 

Bolívia Cultural 
Mídia Mix Brasil

Curso de Português para Pessoas Imigrantes e em Situação de Refúgio
Associação Meraki de Educação Cultura e Cidadania

SAOR – Serviço de Acolhida e Orientação para Refugiados
Caritas Arquidiocesana de São Paulo

Programa Espaço Migrantes 
Centro de Direitos Humanos e Cidadania do Imigrante (CDHIC)

Centro do Imigrante para Todos – Apoio e Inclusão de Imigrantes e Refugiados
AGIR – Ação de Apoio Global ao Imigrante e Refugiado  

LAR – Levando Ajuda ao Refugiado 
Associação Compassiva 

Inserção de Refugiados e Migrantes 
Grupo Mulheres do Brasil

Ensino de Português como Língua de Acolhimento 
Instituto de Reintegração do Refugiado – Brasil 

Casa de Acolhida Dom Luciano Mendes de Almeida 
Fundação Fé e Alegria do Brasil

Co-living Estou Refugiado 
Instituto Estou Refugiado 

Projeto Refúgio 
Instituto Cristão de Ensino e Cultura 

Pessoas Migrantes 
Organização Koinonia dos Imigrantes e Refugiados 

Workshop de Criação de Currículo no Vagas.com para Pessoas Refugiadas
Vagas.com 

Projeto Ven, Tú Puedes: Provendo integração segura e soluções duradouras para migrantes e refugiados venezuelanos vivendo no Brasil
Visão Mundial 

Pessoas Migrantes e Refugiadas 
Sociedade de Advogados Arystóbulo Freitas    

Categoria Transversalidades   

Reinserção socioeconômica de refugiados e migrantes no Brasil 
Refúgio 343 

Formação para o Mundo do Trabalho (FMT) para Refugiados e Migrantes 
Espro

Manifestações das iniciativas contempladas

Algumas instituições vem figurando na maioria das edições entre as contempladas pelo Selo. É o caso do Abraço Cultural, que recebeu a condecoração pela quinta vez.

“Ganhar o Prêmio de Direitos Humanos e Diversidade da Prefeitura de SP foi gratificante em muitos sentidos! Um deles é que foi a retomada da Formação Inicial de Novos Professores de maneira presencial, uma vez que por conta da pandemia a nossa última formação havia sido totalmente online. Além disso, o prêmio também valoriza as seis pessoas que participaram do processo seletivo e as três que foram contratadas para iniciar o trabalho conosco como professores de idioma e de culturas. Fico feliz e entusiasmada, uma vez que o prêmio enaltece a Abraço Cultural e nos motiva a continuar trabalhando pela inserção socioeconômica de pessoas migrantes e em situação de refúgio”, comentou Beatriz Toffoli, coordenadora pedagógica na unidade paulistana do projeto.

Também já contemplada em edições anteriores, a Associação Educação Sem Fronteiras foi representada no evento pelo agente de acolhimento, o angolano Edmilson Garcia.

“O troféu é um testemunho do impacto positivo que a Educação Sem Fronteiras está tendo na vida dos estudantes e na comunidade em geral, reforçando a importância do seu trabalho na promoção de uma educação transformadora e voltada para os valores fundamentais dos direitos humanos e da diversidade”.

O portal Bolívia Cultural, que valoriza as contribuições culturais e sociais da comunidade boliviana para a capital paulista, por sua vez, recebeu o selo pela primeira vez.

“Uma conquista para todos os seguidores da rede BOLÍVIA CULTURAL e, é claro, para os incríveis parceiros que contribuíram para o sucesso do projeto no Brasil e ao redor do mundo. “JALLALLA BOLÍVIA!!!””, afirmou Antonio Andrade, comunicador boliviano e fundador do portal, sobre o selo.

“Esta conquista é mais um marco para o Projeto Ven, Tú Puedes! e para a Visão Mundial. Agradeço a cada pessoa que faz parte dessa jornada extraordinária, em especial a nossa equipe nos quatro territórios de atuação do projeto a quem dedicamos este reconhecimento”, escreveu a instituição, em publicação nas redes sociais.

Peça da sexta edição do Selo de Direitos Humanos e Diversidade, promovido pela Prefeitura de São Paulo. (Foto: Bolívia Cultural)

O que é o Selo de Direitos Humanos e Diversidade 

Promovido desde 2018, o Selo de Direitos Humanos e Diversidade tem validade de um ano e é organizado pela Coordenação de Promoção e Defesa dos Direitos Humanos (CPDDH) da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania (SMDHC) da Prefeitura de São Paulo. 

De acordo com a gestão municipal, a distinção pode ser utilizada pelas empresas e organizações em campanhas publicitárias, além de marcar um diferencial em relação às demais pelas iniciativas que promovem em favor da inclusão de pessoas que encontram dificuldades de acesso no mercado de trabalho.

Ao receber o Selo, a organização também deve se comprometer a participar de eventos da Rede de Organizações e manter o contato de um ponto focal atualizado.

Publicidade

Últimas Noticías