Seminário internacional em São Paulo debate museus e migrações

0
13

Além de guardar a memória, os museus que trabalham com migrações também se deparam com o desafio de acompanhar e abordar as questões e os desafios trazidos pelos movimentos migratórios contemporâneos. E o Seminário Internacional: Museu, Migrações e Identidades, que começa nesta quinta-feira (26) em São Paulo e vai até sábado (28), deve mostrar como instituições do Brasil e do exterior têm procurado atender a essa demanda.

O encontro, que será no Museu da Imigração e vai até sábado (28), é fruto da parceria da instituição com o Consulado Geral dos Estados Unidos em São Paulo, com apoio do British Council e Consulado Geral da República Argentina.

seminario-logo

A programação completa do seminário pode ser baixada no site do Museu da Imigração e também neste link. Estão confirmadas a presença de especialistas renomados do Brasil e do exterior para debater temas como: a transformação de antigas hospedarias em museus; diásporas e fluxos migratórios; a relação entre os museus, identidades e comunidades, entre outros.

De acordo com Marília Bonas, diretora executiva do Museu da Imigração, a proposta do seminário é “destacar as atuações dessas entidades no mundo contemporâneo, colocando seus acervos, programas e projetos em evidência”. Experiências do próprio Museu da Imigração de São Paulo serão compartilhadas com instituições como o Ellis Island Immigration Museum (Nova York, EUA), Museo de Migraciones (Buenos Aires, Argentina), Museo de las Migraciones (Montevidéu, Uruguai), Museu Nacional de Imigração e Colonização de Joinville (SC), entre outras.

Museu inaugura a mostra Retratos Imigrantes

Na sexta-feira (27), fechando o segundo dia do seminário, será aberta a exposição temporária “Retratos Imigrantes“, fruto de uma parceria do Museu da Imigração de São Paulo com o Museu de Ellis Island (Nova York) e composta por acervos fotográficos das duas instituições, datados das primeiras décadas do século XX. A ação conta ainda com apoio do Consulado Geral dos EUA em São Paulo.

home-expo

A exposição terá duas versões. A exposta no Brasil fica no Museu até 6 de setembro e contará com 50 fotografias das duas primeiras décadas do século 20, sendo 35 delas de autoria de Augustus F. Sherman (1865-1925) – funcionário administrativo da antiga hospedaria de Nova York que retratou por duas décadas os imigrantes que chegavam aos Estados Unidos.

Já a versão a ser exposta em Nova York, entre 2 de maio e 30 de setembro, terá fotos do acervo do Museu da Imigração do Estado de São Paulo/APESP, composto por imagens da Hospedaria de Imigrantes do Brás, e 15 fotografias de Sherman. Dessa forma, a mostra vai retratar as semelhanças do cenário imigratório da época nos dois países.

A curadoria da exposição é do fotógrafo e professor João Kulcsár, que também será responsável por um workshop no seminário sobre fotografia e imigração, programado para o dia 28.

Seminário Internacional: Museu, Migrações e Identidades.
Dias 26, 27 e 28 de março de 2015
Local: Museu da Imigração do Estado de São Paulo – Rua Visconde de Parnaíba, 1316 – Mooca, São Paulo (SP)
Informações: (11) 2692-1866

Com informações do Museu da Imigração

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira seu comentário
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.