publicidadespot_img
quarta-feira, novembro 30, 2022

Seminário na Unicamp debate papel da universidade diante das questões migratórias

"Seminário Internacional Refúgio Acadêmico", fruto da colaboração entre pesquisadores do Brasil e da França, acontece de 9 a 11 de novembro na Unicamp

Por Lívia Major

A Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) receberá nos dias 9, 10 e 11 de novembro um seminário com o objetivo de fortalecer o papel das universidades nas questões migratórias atuais. Intitulado “Seminário Internacional Refúgio Acadêmico”, o evento surge de uma colaboração entre pesquisadores do Brasil e da França.

A programação inclui mesas de debate, palestras e apresentações de pesquisas que pretendem ampliar e aprofundar o debate sobre o tema do “refúgio” sob uma perspectiva interdisciplinar. E, ao mesmo tempo, promover um espaço de troca para o conhecimento mais recente e relevante produzido por acadêmicos, no Brasil e no exterior. O evento conta ainda com performances artísticas de pessoas em situação de refúgio.

O seminário é organizado pela Cátedra Sérgio Vieira de Mello/Unicamp e pela Diretoria Executiva de Recursos Humanos da Universidade, com participação do Institut Convergences Migrations (ICM) e do Programme PAUSE. As inscrições para ouvintes e apresentação oral já foram encerradas.

Refúgio acadêmico

Desde seus primeiros anos, a Unicamp demonstra uma preocupação em atuar diante das diversas questões que envolvem a problemática do refúgio, o que inclui não apenas atividades de pesquisa, mas ações de amparo e permanência para alunos e alunas refugiados.

Nos últimos 50 anos, a instituição tem acolhido estudantes, docentes e pesquisadores refugiados, pois acredita que garantir acesso ao Ensino Superior é possibilitar uma reinserção social no país de acolhida. Em 2019, esse trabalho foi reforçado com a instauração da Cátedra Sérgio Vieira de Mello da Unicamp, em acordo com a Agência da ONU para Refugiados (ACNUR).

Em 2021, foi formulado o “Programa Refúgio Acadêmico”, que envolve toda a infraestrutura acadêmica e institucional da Universidade. Com ações como o evento marcado para novembro, a instituição busca ampliar e aprimorar a atuação nas políticas de acolhimento humanitário, enquanto fomenta o diálogo e o debate qualificado na área.

- Advertisement -spot_img

1 COMENTÁRIO

Comentários estão desabilitados

- publicidade -

Últimas Noticías