Inscrições para votação online para o Conselho Municipal de Imigrantes de SP vão até dia 29

Especialmente em razão da pandemia, a eleição para o Conselho Municipal de Imigrantes de São Paulo neste ano terá a opção do voto pela internet

0
60
Ponto de votação para o Conselho Municipal de Imigrantes de São Paulo no CIC do Imigrante, em junho de 2018. (Foto: Divulgação/SMDHC)

Estão abertas até 29 de março as inscrições para imigrantes que desejem votar de maneira virtual para a eleição de representantes no Conselho Municipal de Imigrantes (CMI) de São Paulo.

Este será o segundo momento em que imigrantes da cidade de São Paulo poderão votar para seus representantes do CMI. Conselheiros e conselheiras eleitas comporão a gestão 2021-2023. 

A votação virtual acontecerá entre os dias 7 e 10 de abril. Aqueles que preferirem votar preferencialmente, a votação ocorrerá em 11 de abril, em locais a serem anunciados pela Prefeitura de São Paulo.

Dados da Prefeitura de São Paulo indicam que ao menos 360 mil imigrantes residam no município, contemplando um total de 197 nacionalidades. A maior comunidade é a boliviana (estimada em pelo menos 70 mil pessoas), seguida por portugueses, chineses, japoneses, italianos, haitianos, espanhóis, sul-coreanos, argentinos e peruanos.

Como votar na eleição para o CMI

Podem votar imigrantes residentes na cidade de São Paulo maiores de 16 anos, independente de sua situação migratória e documental. 

A votação virtual poderá ser feita via celular ou computador entre o dia 7 o 10 de abril de 2021 . Para aqueles que preferirem votar de maneira remota, é necessário fazer um cadastro até o dia 29 de março através de um formulário que deve ser acessado através do site oficial da prefeitura. Além do preenchimento de dados, um documento com foto e um comprovante de residência serão solicitados. Após o envio do formulário, é preciso aguardar um e-mail que será encaminhado na semana do dia 05 de abril com a chave de acesso, senha e orientações para a realização da votação virtual.

Em entrevista à Radio Migrantes, Vinicius Duque, Coordenador de Políticas para Imigrantes e Promoção do Trabalho Decente, disse que não será difícil votar nessa eleição. “Dessa vez vamos fazer a eleição também virtual para que as pessoas possam votar de suas casas em segurança”.

A criação de login e senha visam garantir a segurança e transparência das eleições, além de evitar qualquer risco de fraude, segundo Duque. 

Já a votação presencial acontecerá dia 11 de abril e os pontos de votação serão divulgados nas redes sociais do CMI. Ao comparecer aos locais indicados, será preciso mostrar um documento com foto e um comprovante de residência.

Os eleitores e as eleitoras devem votar em um candidato de cada segmento: (i) Coletivos, Associações ou Organizações de Imigrantes; (ii) Coletivos, Associações ou Organizações de apoio a Imigrantes; e (iii) Pessoas Físicas Imigrantes.

Dentre as candidaturas deferidas estão 8 do primeiro segmento, 12 do segundo e 23 Pessoas Físicas Imigrantes. A lista completa de candidatos pode ser acessada nas redes sociais do CMI.

De acordo com o cronograma oficial, o resultado preliminar da eleição será publicado no Diário Oficial da Cidade e no site da SMDHC no dia 16 de abril. A posse dos novos conselheiros é prevista para o mês de maio.

O Conselho

A criação do Conselho foi prevista na Política Municipal para a População Imigrante, sancionada em 2016, mas apenas em 2018 sua primeira eleição foi realizada. Os representantes escolhidos teriam mandatos de 2 anos, o que foi prorrogado em decorrência da pandemia de Coronavírus que impossibilitou a realização de novas eleições.

O CMI é considerado uma conquista dos imigrantes e um avanço importante do governo para o fortalecimento da participação social. Ligado à Coordenação de Políticas para Imigrantes e Promoção do Trabalho Decente, da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania (SMDHC) de São Paulo, o Conselho é um órgão consultivo e paritário que tem com o objetivo participar da formulação, implementação, monitoramento e avaliação das políticas voltadas à população imigrante da Cidade de São Paulo.

O Conselho é composto por 16 membros titulares,  sendo metade da sociedade civil e metade do poder público. A proporção de suplentes segue a mesma regra, totalizando 32 membros. Entre os representantes da sociedade civil estão coletivos, associações e organizações de imigrantes; coletivos, associações e organizações de apoio a imigrantes; e pessoas físicas imigrantes.

Além disso, o CMI conta com 5 membros observadores: Organização Internacional para as Migrações (OIM); Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR); Defensoria Pública da União; Defensoria Pública do Estado de São Paulo; e Coordenadoria de Relações Internacionais.

O Conselho se reúne mensalmente para debates pautas que dialoguem diretamente com questões de políticas públicas para imigrantes. Desde abril de 2020, os encontros passaram a ser virtuais. Qualquer pessoa pode acompanhar tais reuniões, bastando acessar o link que é divulgado nas redes sociais do CMI.


*Venha ser parte do esforço para manter o trabalho do MigraMundo! Veja nossa campanha de financiamento recorrente e junte-se a nós: https://bit.ly/2MoZrhB

*Gostaria de receber notícias do MigraMundo diretamente em seu WhatsApp? Basta acessar este link e entrar em nosso grupo de distribuição de conteúdo

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira seu comentário
Informe seu nome aqui