publicidade
sexta-feira, junho 14, 2024

Paulo Illes deixa área de migrações do governo federal

Desligamento se dá por questões de saúde: "Estou saindo apenas de um cargo no governo, mas jamais da pauta migratória"

“Encerrei hoje mais um importante ciclo como Coordenador Geral de Política Migratória no Departamento de Migração do Ministério da Justiça e Segurança Pública. A migração nos ensina que o verdadeiro lar não está em um lugar determinado, mas nas pessoas com as quais compartilhamos os sonhos, os projetos e a visão de um mundo com justiça social para todos. Através da migração, descobrimos que somos capazes de nos adaptar às novas realidades e nos reinventarmos, de sermos resilientes”.

Com essas palavras, o Coordenador Geral de Política Migratória da Secretaria Nacional de Justiça, Paulo Illes, anunciou pelas redes sociais nesta terça-feira (4) sua saída do governo federal. Ele pediu exoneração do cargo por questões familiares e de saúde.

“Estou saindo apenas de um cargo no governo, mas jamais da pauta migratória. Volto a São Paulo para cuidar da minha saúde e da saúde da minha família. Continuaremos unidos, como sempre estivemos, na defesa dos direitos das pessoas refugiadas, migrantes e apátridas. Há ainda muito para ser construído nesse campo e seguiremos juntos nessa caminhada”, completou o agora ex-Coordenador Geral de Política Migratória do Ministério da Justiça.

Trajetória e balanço

Com uma longa trajetória junto à sociedade civil em defesa de direitos de migrantes no Brasil, Paulo Illes foi o primeiro Coordenador de Políticas para Imigrantes na Secretaria de Direitos Humanos e Cidadania (SMDHC) da Prefeitura de São Paulo, de maio de 2013 a março de 2016. Durante esse período, consolidou-se o que se encontra atualmente na Política Municipal para a População Migrante, em vigor na capital paulista desde o final de 2016.

Em entrevista ao MigraMundo no começo de 2017, Paulo Illes classificou como um de seus maiores desafios o o o fato de ter de “começar do zero” essa política pública.

Illes estava no cargo desde o começo de 2023 e também participou da equipe que fez o trabalho de transição entre a gestão Bolsonaro (2019-2023) e o governo atual. Nesse tempo, destacou como conquistas alcançadas o trabalho em questões relativas à regulamentação da Política Nacional Migratória (que segue pendente e passou por processo de cosulta pública em 2023); na elaboração da Comigrar (Conferência Nacional de Migração, Refúgio e Apatridia), que ocorreria nesta semana e foi adiada para novembro, em data a ser definida; e também a formação da Rede Nacional de Cidades Acolhedoras, lançada em novembro passado.

Um resumo executivo das atividades feitas pela Coordenação Geral de Política Migratória foi compartilhado por Illes junto com o anúncio de sua exoneração, com dados sobre as iniciativas descritas acima. Elas serão abordadas em breve por próximas matérias do MigraMundo.

“O governo Lula representou, desde o início, uma esperança para todas as pessoas que vivem no Brasil, nascidos aqui ou não. Tive o privilégio de estar nesse movimento desde a transição e estou certo de que teremos muitas conquistas pela frente. Agradeço imensamente a parceria e compromisso da minha equipe maravilhosa que enfrentou com ousadia e coragem todos os desafios colocados!”, finalizou.

No intervalo entre a passagem pela Prefeitura de São Paulo e o governo federal, Illes voltou a trabalhar com a sociedade civil em São Paulo e também esteve em Portugal e na França pela OCU (Organisation pour une Citoyenne Universelle), entidade pela qual atuou até voltar ao Brasil para integrar o Ministério da Justiça.

4 COMENTÁRIOS

  1. Parabéns Paulo pelo empenho, dedicação, incentivo, as sementes que sementes, asluzes que iluminaste toda caminhada.
    Acredito que foi a decisão certa. Como você disse:A migração….é o lar onde com as pessoas, nas pessoas e pelas pessoas que comparamos os sonhos, conquistas e a vida. Que Deus continua abençoando e iluminando sua vida, sua família, sua missão e seu trabalho.

  2. Todos que trabalhamos com migração só podemos dizer “Muito obrigado”. Que sua nova jornada seja leve e que novas conquistas esteja no seu caminho.

  3. Desejo tudo de bom e muita saúde para o grande parceiro Paulo Illes, sua família e equipe. Muito obrigado Paulo por tudo aquilo que já construístes em prol da causa migrante e contamos contigo, logo mais, para a muitas conquistas que teremos pela frente. Grande abraço!

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira seu comentário
Informe seu nome aqui

Publicidade

Últimas Noticías