publicidade
sexta-feira, julho 12, 2024

Veja eventos relativos ao Dia do Refugiado e Semana do Migrante 2024 no Brasil

Atividades relativas ao Dia do Refugiado e Semana do Migrante no Brasil incluem debates, feiras culturais e mostra de cinema, em diferentes cidades

Atualizado às 18h22 de 19.jun.2024

As datas próximas ao Dia Mundial do Refugiado – lembrado anualmente a cada 20 de junho – motivam uma série de eventos em todo o Brasil, no sentido de debater e sensibilizar toda a sociedade para a temática. E neste ano de 2024 não será diferente.

O MigraMundo lista abaixo alguns desses eventos, previstos para ocorrer nos próximos dias, em diferentes locais e com abordagens distintas sobre a temática do refúgio, do deslocamento forçado e outras formas de migração.

Sabe de alguma atividade que não está mencionada abaixo? Por favor, escreva para o email [email protected] as informações necessárias para inclusão nessa lista.

A mensagem com a sugestão deve incluir: o nome do evento; quem são os responsáveis pela organização; data, hora e local; se a atividade é gratuita ou paga; se é online, presencial ou híbrida; e, se possível, uma imgem de divulgação.

Mostra de videoarte

A Cátedra Sérgio Vieira de Mello, em parceria com o Grupo de Pesquisa CINERE – Trajetórias Sem Fronteiras e a Associação Cultural Videobrasil e com o apoio do Sesc Campinas e da Casa do Lago da Unicamp, traz para a Unicamp a mostra de videoarte Imagens em Deslocamento no Acervo Histórico Videobrasil.

A Mostra propõe um recorte dentro do Acervo Histórico da Associação Cultural Videobrasil, com vídeos nos quais artistas de diferentes regiões do planeta negociam crítica e criativamente a presença da câmera no território e no interior de regimes que atuam simultaneamente para produzir e regular os deslocamentos humanos. Em seguida, ocorre um debate com representantes do CINERE – Trajetórias Sem Fronteiras e do Sesc Campinas.

A atividade ocorre no dia 20 de junho, das 9h às 11h30, na Sala de Cinema da Casa do Lago, na Unicamp – Avenida Érico Veríssimo, 1011, Cidade Universitária, Campinas (SP). Haverá coffee break e emissão de certificado para os presentes.

Programação da Mostra de Videoarte em Campinas (SP). (Foto: Divulgação)

Análises, Direitos e Vozes do Refúgio no Brasil

Para quem está em São Paulo, também no dia 20 de junho, ocorre no Memorial da América Latina o evento “Análises, Direitos e Vozes do Refúgio no Brasil”, promovido pelo Observatório das Migrações em São Paulo em parceria com uma série de instituições públicas e da sociedade civil envolvidas com a temática migratória.

A atividade tem início às 9h e se estende até por volta das 13h, com debates e apresentações culturais que reunião pesquisadores e pessoas migrantes de diferentes nacionalidades. A entrada é gratuita.

Mais informações podem ser obtidas no site do Observatório das Migrações em São Paulo.

A história de Amin Khairul, refugiado e apátrida

No dia 20 de junho, das 15h às 18h, a ONG Planeta de Todos promove um evento online e gratuito com a participação de Amin Khairul, que ao mesmo tempo é refugiado e apátrida. Isso porque ele é nascido em Myanmar e é rohingya, minoria étnica muçulmana não reconhecida pelo governo birmanês, budista.

Khairul foi o único sobrevivente em sua vila após o massacre em Myanmar, quando ainda criança. Iniciava ali sua trajetória de vida como refugiado rohingya, minoria étnica muçulmana não reconhecida pelo governo local, budista, condição que torna os rohingya uma das maiores comunidades apátridas do mundo. Após 17 anos, Amin tornou-se membro de uma organização grega de apoio a menores refugiados e falará sobre estas e outras experiências.

A atividade é promovida pela ONG Planeta de Todos, que mantém na cidade do interior paulista uma casa de acolhimento para jovens refugiados. Além de Amin, o evento contará também com a participação de refugiados do Afeganistão, que compartilharão suas histórias.

A transmissão ocorrerá por meio do YouTube, neste link.

Ano Novo Andino em SP

Embora não tenha relação direta com o Dia do Refugiado e a Semana do Migrante, a passagem do dia 20 para o dia 21 de junho traz consigo um evento de grande importância para a comunidade migrante indígena e andina: a chegada do Ano Novo Andino Amazônico.

A celebração será realizada no Parque Dom Pedro II – Praça Civica Ulysses Guimarães (ao lado do Museu do Catavento), com início às 22h do dia 20 de junho e término às 10h do dia 21 de junho de 2024. Para os indígenas andinos, será celebrada a chegada do ano 5532.

Durante a celebração, serão compartilhados rituais sagrados, música, danças e oferendas que geram conexão com os antepassados e renovam o Ajayu (espírito) e a Ch’ama (energia). Trata-se, de um momento de união e de reforço dos laços comunitários, além da reafirmação do compromisso com a preservação de tradições milenares.Os organizadores pedem, se possível, que os participantes tragam contribuição para o Apthapi (Comida comunitária).

Em reportagem publicada em maio pelo MigraMundo, foi destacada a mobilização da comunidade migrante andina em São Paulo em defesa da preservação dessas tradições, a partir da série documental Ventos do Peabiru.

Festa em Florianópolis

No sábado (22), a capital catarinense recebe, a partir das 18h, o evento Festa da Tribo, com atrações multiculturais em música, gastronomia e artesanato ofertadas por pessoas migrantes. O evento ocorre na Galeria Lama, região central de Florianópolis e tem como lema a frase “Unimos Culturas, celebramos a diversidade”.

A atividade é promovida pela Sawubona Project, organização da sociedade civil (OSC) que trabalha pela inclusão de comunidades migrantes por meio da cultura. Entre as apoiadoras estão diversas entidades locais envolvidas na temática migratória, como Círculos de Hospitalidade e SJMR (Serviço Jesuíta para Migrantes e Refugiados), além da Prefeitura de Florianópolis.

Festa da Tribo, promovida em Florianópolis (SC) pela Sawubona Project. (Foto: Divulgação)

Rio Refugia

Para quem está no Rio de Janeiro, nos dias 22 e 23 de junho, das 10h às 18h, acontece no SESC Tijuca, zona norte da cidade, mais uma edição do Rio Refugia, atividade promovida pelo SESC em conjunto com Abraço CulturalPARES Cáritas RJ e Feira Chega Junto. Ela também conta com apoio do ACNUR (Agência da ONU para Refugiados).

A realização do evento em dois dias é uma das novidades deste ano e visa ampliar o impacto e alcance das atividades oferecidas. As edições anteriores contaram com uma média de público de 6 mil pessoas, prestigiando atrações como gastronomia, artesanato, música e dança, além de oficinas para quem deseja ter um contato ainda mais próximo com outras culturas. Entre as nacionalidades representadas no Rio Refugia deste ano estão: Venezuela, Angola, Nigéria, Síria, Colômbia e República Democrática do Congo.

Segundo dados da organização do Rio Refugia, cerca de 65% dos empreendedores refugiados e oficineiros consideram o Rio Refugia como uma ótima oportunidade de estabelecer novas conexões e apresentar seu trabalho para outras pessoas e instituições. Além disso, o evento é apontado por metade dos expositores como o mais rentável do ano e 75% deles declaram que as atividades representam um momento importante para sua valorização pessoal e cultural.

Mais informações sobre o evento podem ser obtidas no site do SESC Rio.

Semana do Migrante no Brasil

Vale lembrar que desde setembro de 2023 existe por lei no Brasil a Semana do Migrante e do Refugiado, lembrada de 19 a 23 de junho. Sua criação no calendário nacional visa:

  • discutir o fenômeno migratório humanizado sob diversas perspectivas, com ênfase na participação dos migrantes na formação do Estado brasileiro;
  • promover e difundir direitos, liberdades, obrigações e garantias do migrante;
  • incentivar o debate e a proposição de políticas públicas, com a apresentação de alternativas de empregabilidade e integração cultural do migrante.

Além disso, a Igreja Católica já costuma promover a Semana do Migrante nas proximidades do dia 25 de junho, desde o começo da década de 1980. Vale lembrar que no mês de junho no Brasil há tanto o Dia do Refugiado (20) quando o Dia Nacional do Migrante (25).

Publicidade

Últimas Noticías