Yunza terá 1ª edição como parte do Calendário Oficial de Eventos de São Paulo

1
296
Apresentações de dança é música agitaram o publico na Yunza. Crédito: Divulgação

Carnaval peruano é celebrado na capital paulista desde 2012 e agora deve acontecer sempre na última semana de março

Por Rodrigo Borges Delfim
Em São Paulo (SP)
Atualizada em 16/03/18, às 06h14

O Carnaval no Brasil oficialmente já ficou para trás, mas as comunidades migrantes presentes em São Paulo dão uma forcinha para “estender” a festa.

No próximo dia 25 de março acontece a sétima edição da Yunza, o Carnaval peruano, que vai reunir atrações gastronômicas e culturais do país andino. A festa começa a partir das 11h na Praça Ulisses Guimarães (ao lado do Museu Catavento e próxima da estação Pedro II do metrô) – as duas edições anteriores (2016 e 2017) aconteceram no Centro Esportivo Tietê.

A organização é da Associação Latino-americana de Arte e Cultura (ALAC) e do Consulado Geral do Peru em São Paulo, com apoio da Prefeitura de São Paulo e da Câmara Municipal.

“A Yunza é muito importante porque se relevam aspectos culturais do Peru. Parte da obrigação consular é difundir os colores culturais peruanos para que sirvam de referência a todos os membros da comunidade migrante assim mesmo na medida que cada vez mais participam os irmãos paulistanos que nos acolhem carinhosamente na cidade e é uma oportunidade para que conheçam mais do acervo cultural dos migrantes peruanos e se sintam convidados a conhecer nosso pais”, destaca Arturo Jarama, cônsul-geral do Peru em São Paulo.

Artesanato típico do Peru exposto na Yunza 2017 em São Paulo.
Crédito: Rodrigo Borges Delfim/MigraMundo

Mobilizações e conquistas

Realizada na capital paulista desde 2012, a edição deste ano pode ser considerada especial porque é a primeira depois que a Yunza entrou para o Calendário Oficial de Eventos de São Paulo. A inclusão veio com o Projeto de Lei 1 16.661/2017, de autoria do vereador Antonio Donato (PT), que institui ainda o último domingo de março para realização da festa.

A reivindicação era antiga. Na edição de 2014, a organização da festa já reivindicava a inclusão da Yunza no calendário oficial paulistano. No mesmo ano, a Alasitas, importante festa da comunidade boliviana celebrada sempre em 24 de janeiro, já havia conseguido a inclusão no calendário, após anos de mobilizações junto ao poder público municipal.

“É importante a preservação, a valorização das culturas dos povos migrantes, e o “bem viver” para uma melhor integração social na sociedade paulistana, o combate ao pré-conceito e a xenofobia”, reforça a peruana Tania Bernuy, presidente da ALAC.

Apresentações de dança e música agitaram o publico na Yunza 2014.
Crédito: Divulgação

Além da consolidação como evento cultural, a Yunza também já serviu como ponto de mobilização e solidariedade da comunidade peruana e de outras pessoas que apreciam a cultura do país. Em 2017, a festa reforçou a campanha global #UnaSolaFuerza, em prol dos centenas de milhares de peruanos atingidos pelas chuvas que atingiram o país em março de 2017.

Significado

Yunza (pronuncia-se junsa) significa “corta-monte” em quéchua, um dos idiomas oficias do Peru, e consiste na derrubada de uma árvore para colher os seus frutos, em uma apologia a “pacha-mama” (“mãe terra”, “universo”). Nela, o “padrinho” da festa é responsável por escolher uma árvore seca para enchê-la de enfeites e presentes – o objetivo é mostrar que ela ainda pode gerar frutos e alegrias, mesmo no final da vida.

No final da festa, o público faz uma roda em volta da árvore e cada um dá um golpe de machado para tentar derrubá-la. Quem der o golpe final é eleito o padrinho da festa do próximo ano.

Neste ano, os padrinhos do evento em São Paulo são Percy Iturriaga Garcia e Patricia Loayza Pinto.

Carnaval Peruano Yunza 2018
Data e hora: 25 de março, das 11h às 21h
Local: Praça Cívica Ulisses Guimarães, Parque Dom Pedro II, São Paulo – próximo ao Museu Catavento e da estação Pedro II do metrô
Entrada: gratuita

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira seu comentário
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.