publicidade
quinta-feira, junho 13, 2024

Brazil Talks no Rio de Janeiro destaca necessidade de humanizar processos de expatriação

Durante evento do Brazil Talks no Rio, participantes defenderam que treinamento intercultural deveria ser obrigatório para empresas com expatriados

O envio de um profissional por uma empresa para uma experiência no exterior é essencialmente um processo feito para pessoas e por pessoas. No entanto, não são raras no mercado de Mobilidade Global as situações nas quais isso acaba reduzido a uma atividade burocrática. E a necessidade de uma maior humanização do conjunto de procedimentos que formam a expatriação foi o destaque do evento promovido na última quinta-feira (16) pelo Brazil Talks, no Rio de Janeiro.

O tema do evento, batizado de Super Talks Rio, foi a “Jornada do Expatriado”. Por meio desse guarda-chuva, buscou-se a promoção de debates sobre os desafios, aprendizados e soluções para os momentos singulares enfrentados por expatriados e co-expatriados, junto às suas famílias, durante as mudanças de países. Um pensamento que vale tanto para aqueles que estão a caminho de um país diferente do que nasceu quanto para aqueles que estão retornando de uma expatriação.

Além disso, o Super Talks teve como objetivo promover um local de networking entre profissionais da área de Mobilidade Global no Rio de Janeiro, levando em conta necessidades locais de cada mercado.

“O networking é uma ferramenta fundamental para o avanço das nossas carreiras. Felizmente temos controle sobre isso e exercer esse direito é imprescindível”, ressalta Karina Chuquimia, diretora da Immigration Consulting, uma das companhias promotoras do evento, ao lado do Brazil Talks. Também foram anfitriões da atividade a escola de português para estrangeiros Fala Aí e a Mira Global Partners, além do patrocínio de diferentes empresas que atuam no setor de Global Mobility.

Importância do Treinamento intercultural

Dentro da discussão sobre Jornada do Expatriado proposta pelo Super Talks Rio ganhou destaque especial durante o Super Talks Rio a necessidade de se ter uma visão holística do processo de expatriação com um todo, e também a de se investir em treinamento intercultural. O assunto, inclusive, foi tema da palestra de abertura do evento.

“Treinamento intercultural deveria ser algo mandatorio das companhias que expatriam pessoas”, ressaltou Karolina Cieniuch. Polonesa nascida na Alemanha e com passagens por França e Canadá, ela chegou ao Brasil como co-expatriada em 2023 e atualmente oferece treinamentos para gestão de tempo. Ao lado dela estavam a cofundadora do Brazil Talks, a brasileira Patricia Tavares, e a advogada argentina Karina Chuquimia, diretora da Immigration Consulting, que também partiram de experiências pessoais para ressaltar a importância desse tipo de capacitação para um processo de expatriação bem sucedido.

“O time todo que trabalha com expatriados deve passar por ese tipo de treinamento”, completou Adrienne Sweetwater, Head de Global Mobility e Expatriação da Differänce Intercultural, empresa que oferece esse tipo de treinamento para situações diversas nas quais é preciso lidar com diferenças entre hábitos culturais.

“Falamos de um processo complexo que mexe com a vida de pessoas. E se não há um toque humano em todo esse percurso vira burocrático e não deve ser assim”, destacou Vanessa Romão, cofundadora e co-organizadora do Brazil Talks.

Após a palestra de abertura, foi realizada uma pausa para café e networking, seguida de um momento no qual os participantes foram organizados em rodas de discussão sobre assuntos diversos ligados à expatriação, como legislação migratória, realocação no país de destino e treinamento intercultural.

Impressões

Para Letícia Martins, que busca recolocação profissional no setor e participou pela primeira vez de uma ação do Brazil Talks, o evento no Rio cumpriu com os objetivos de servir como espaço de networking e de levar conehcimento sobre Mobilidade Global aos profissionais presentes.

“Eu que sempre fui muito mais envolvida com a área de taxes (impostos) pude aqui ter contato com profissionais de outras áreas de Global Mobility. Isso me abriu bastante a mente. E uma coisa que me chamou a atenção e que nunca tinha parado para pensar é na necessidade de se humanizar os processos de expatriação”, disse ela, citando o tema principal do evento.

“O Rio de Janeiro é uma cidade carente de eventos para a indústria de Global Mobility. Estamos em uma fase que há um gap muito grande entre profissionais com uma vasta experiência e pessoas que estão chegando agora. E uma atividade como essa permite essa troca de conhecimento”, destacou Janaina Chezanoski, atuamente diretora de operações da Glomo, consultoria de desenvolvimento de negócios focada na indústria de Global Mobility nos Estados Unidos.

Cerca de 60 pessoas participaram do evento promovido no Rio, em quantidade e engajamento que surpreenderam a organização. “Teve gente que veio atrás de mim pedindo para fazer mais um Super Talks no semestre que vem, as pessoas querem mais ações como essa. E achei ótima a participação, especialmente nas mesas redondas, onde as pessoas estavam concentradas no conteúdo e sem dispersão”, observou Patricia Tavares, também cofundadora e co-organizadora do Brazil Talks.

“Estou otimista com futuras edições e espero que esse número se triplique”, finalizou Chuquimia.

Mesas redondas para discussão para o Super Talks Rio, promovido pelo Brazil Talks. (Foto: Rodrigo Borges Delfim/MigraMundo)

O que é o Brazil Talks

O Brazil Talks foi criado em abril de 2020, logo no começo da pandemia de Covid-19, com o propósito de compartilhar conhecimentos e melhores práticas da área de Recursos Humanos e Mobilidade Global, por meio de atividades presenciais e online.

Em agosto de 2023, o Brazil Talks promoveu a terceira edição de sua feira de negócios, acompanhada in loco pelo MigraMundo. O tema foi Diversidade e Inclusão (D&I) no contexto de Global Mobility, que representa um grande desafio para a área. Segundo a consultoria Mercer, mais da metade das empresas de mobilidade global no mundo não tem ou não implementa de fato ações nessa direção.

Uma outra função do Brazil Talks em si é oferecer um melhor entendimento sobre o que é Mobilidade Global. Isso porque esse ainda é um conceito permeado por estereótipos, como o de ser associada a profissionais de nível executivo e empresários.

Em dezembro do ano passado também, o Brazil Talks promoveu o Brazil Talks Awards, que reconheceu destaques do mercado de Global Mobility no país.

Para o restante de 2024, o Brazil Talks já tem agendadas: a quarta Feira de Negócios, em 15 de agosto em São Paulo; e a segunda edição do Brazil Talks Awards, também na capital paulista, em 28 de novembro. Além destes, outros eventos presenciais que visam promover um networking mais próximo serão marcados para os próximos meses.

O MigraMundo acompanhou o Super Talks Rio a convite da Immigration Consulting e do Brazil Talks

Publicidade

Últimas Noticías