publicidadespot_img
terça-feira, fevereiro 27, 2024

No Dia do Emoji, relembre figurinhas já feitas em ações recentes sobre refugiados

Agência da ONU para Refugiados, o ACNUR, já encomendou emojis em anos anteriores como parte das campanhas de conscientização para o Dia do Refugiado

“Você consegue identificar a pessoa refugiada? Não? Isso é porque elas são exatamente como você e eu”. Foi dessa forma que o ACNUR (Alto Comissariado da ONU para Refugiados) aproveitou o Dia Mundial do Emoji, lembrado nesta segunda-feira (17) para falar da questão do refúgio, em uma postagem no Twitter.

De acordo com dados divulgados pela própria agência da ONU no mês de junho, o mundo terminou 2022 com 108,4 milhões de pessoas em situação de deslocamento forçado. Dessas, 35,3 milhões de pessoas são refugiadas propriamente ditas, que se deslocaram para outros países em busca de proteção. O dado representa uma alta de 35% em relação ao relatório anterior.

O dado real, no entanto, já superou largamente o que foi registrado no balanço de 2022. Especialmente em razão de fatores como a crise humanitária no Sudão, que ganhou novo impulso a partir de abril, o ACNUR já projeta que o total de deslocados forçados já seja de cerca de 110 milhões, com tendência de alta.

Em diálogo com a postagem do ACNUR, pessoas que alcançaram notoriedade no passado e no presente em áreas como Ciência, Artes e Esportes já vivenciaram a condição de refugiados. O MigraMundo listou algumas delas.

Emojis especiais

Em anos anteriores, contudo, o ACNUR encomendou emojis especialmente para o Dia Mundial do Refugiado, lembrado anualmente em 20 de junho.

Para o ano passado, a pedido da agência da ONU, a artista ucraniana Iryna Morykvas, que também é ilustradora de livros infantis, criou um emoji único – um coração com uma porta aberta. A figura simboliza o amor e a solidariedade que ela encontrou ao longo de sua jornada em busca de proteção. Por meio de uma parceria entre o Twitter e o ACNUR, o emoji ficou disponível no Twitter até 25 de junho. Atualmente, Iryna vive na Holanda.

Em 2021, também de forma temporária (13 a 23 de junho), o ACNUR lançou um emoji alusivo ao Dia do Refugiado, um coração acolhido por duas mãos. A figura foi desenhada pela artista afegã Hangama Amiri, que fugiu do país natal ainda na primeira vez que o grupo extremista Talibã chegou ao poder, em 1996. Em 2005, ela foi reassentada com a família no Canadá, onde vive até hoje.

O Dia Mundial do Emoji

As carinhas populares na internet começaram a ser criadas em 1999 pelo designer de interface japonês Shigetaka Kurita, inspiradas nos mangás, e com foco no uso por jovens. Os emojis passaram a ter um dia próprio a partir de 2014, por iniciativa do fundador da Emojipedia, Jeremy Burge.

A data foi escolhida por causa do emoji de calendário do iOS, que exibe 17 de julho na figura — a Apple escolheu esta data porque foi neste dia, em 2002, que o aplicativo de calendário iCal foi lançado no macOS.

De acordo com a Emojipedia, atualmente existem 3.304 emojis cadastrados na Unicode, e qualquer pessoa pode sugerir novas figuras. No entanto, é preciso atender a determinados critérios, como a frequência de uso do emoji em caso de aceitação, o quão necessário ele é atualmente e uma comprovação de que há demanda para aquela figura.

Publicidade

Últimas Noticías