Pelo fim da invisibilidade: eis o tema da Marcha dos Imigrantes 2017

1
20
Diferentes nacionalidades, bandeiras e culturas se unem na Marcha dos Imigrantes 2016. Crédito: Rodrigo Borges Delfim/MigraMundo

Ato repete fórmula do ano anterior e será em meio à Paulista aberta, em São Paulo, no próximo dia 3 de dezembro

Por Rodrigo Borges Delfim
Em São Paulo (SP)
Atualizado em 01/12/17, às 8h51

Uma das mais tradicionais manifestações ligadas à causa migratória em São Paulo, a Marcha dos Imigrantes chega à sua 11ª edição em 2017. A exemplo das últimas três edições (2014, 2015 e 2016), o ato de 2017 também terá cobertura do MigraMundo.

A Marcha está marcada para 3 de dezembro, a partir das 14h, com concentração no vão livre do Museu de Arte de São Paulo (MASP), na avenida Paulista – mesmo local do ano anterior. Em seguida, a manifestação segue pela via, que fica aberta para pedestres aos domingos.

Nesta semana também foi divulgado o vídeo oficial da Marcha, produzido pelos imigrantes que organizam o ato. Ele está disponível, entre outros locais, na página do CAMI (Centro de Apoio e Pastoral do Imigrante), entidade que dá apoio logístico ao evento:

Para este ano, o lema da Marcha é “Pelo Fim da Invisibilidade dos Imigrantes”, uma alusão às dificuldades que os imigrantes possuem para se expressar junto ao poder público, nos eventos ligados à temática que não incluem migrantes nos debates, entre outras situações.

Marcha dos Imigrantes desta vez ocupou a avenida Paulista, em São Paulo.
Crédito: Rodrigo Borges Delfim/MigraMundo

Desde sua primeira edição, a Marcha dos Imigrantes já se posicionou em relação a temas como o direito ao voto, violência, questão laboral, legislação migratória, entre outras. O evento reúne organizações e pessoas de diferentes nacionalidades, culturas e vivências em torno de bandeiras como o fim da discriminação e da xenofobia, acesso à justiça e às políticas públicas.

Na última edição, cerca de 600 pessoas tomaram parte no ato, que aproveitou a abertura da Paulista aos domingos para pedestres como forma de aumentar a visibilidade do movimento. Bem avaliada pela organização, a fórmula será retomada neste ano.

Diferentes nacionalidades, bandeiras e culturas se unem na Marcha dos Imigrantes 2016.
Crédito: Rodrigo Borges Delfim/MigraMundo

Bloco das Mulheres Migrantes

Integrante da Marcha dos Imigrantes desde 2014, o Bloco da Frente de Mulheres Imigrantes e Refugiadas também está confirmado para o ato de domingo. Ele é formado por um conjunto de coletivos e mulheres ativistas, que luta contra situações como a violência doméstica, assédio sexual e dificuldade no acesso a serviços de saúde, entre outras pautas.

“O lema desta 11ª Marcha será: “Pelo Fim da Invisibilidade dos Imigrantes”, e as mais invisíveis dentro da migração são as mulheres. Convidamos todos os movimentos de mulheres da cidade de São Paulo para se juntar a nós nesta caminha pelos direitos de todos os imigrantes e refugiados”, anuncia a organização do bloco no evento no Facebook.

11ª Marcha dos Imigrantes – Pelo Fim da Invisibilidade dos Imigrantes
Data e hora: 3 de dezembro de 2017, a partir das 14h
Local: avenida Paulista (concentração em frente ao MASP)
Contato: tel. (11) 3333-3847 e marchadosimigrantes@gmail.com
Mais informações: evento no Facebook

Cartaz da 11ª Marcha dos Imigrantes.
Crédito: Divulgação

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira seu comentário
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.