Conheça os eleitos da sociedade civil para o Conselho Municipal de Imigrantes

0
55
Migrantes aguardam em fila para votação na Prefeitura Regional da Mooca, onde ficou uma das urnas da eleição para o Conselho Municipal de Imigrantes. Crédito: Divulgação/SMDHC

Migrantes de seis países vão fazer parte do colegiado em São Paulo a partir de agosto; ao todo, foram 1.516 votantes de 51 nacionaliades

Por Rodrigo Borges Delfim
Em São Paulo (SP)

A CPMig (Coordenação de Políticas para Imigrantes e Promoção do Trabalho Decente) da Prefeitura de São Paulo divulgou na noite desta quarta-feira (04) o resultado final da eleição para o Conselho Municipal de Imigrantes, que definiu oito novos representantes da sociedade civil no colegiado.

De acordo com relatório da comissão eleitoral, foram contabilizados 1.516 votantes de 51 nacionalidades – mais da metade (52%) foram chineses, seguidos por sul-coreanos (11,57%), angolanos (6,28%), bolivianos (5,62%) e haitianos (4,63%). A eleição aconteceu no último dia 10 de junho, em seis diferentes pontos de votação espalhados pela cidade, na qual apenas migrantes podiam participar.

Clique aqui para assinar a Newsletter do MigraMundo

Três imigrantes (da China, Síria e Coreia do Sul) foram eleitos de forma independente e outros três (Chile, Peru e Senegal) vão integrar o conselho como representantes de organizações de imigrantes ou de apoio a imigrantes (CAMI, Presença de América Latina e Associação Senegalesa de São Paulo). Mais dois brasileiros que vão representar organizações de apoio a imigrantes (Missão Paz e Cáritas) fecham a lista.

Para o resultado final foi aplicada ainda a regra prevista no edital da eleição de que 50% dos eleitos deveriam ser do sexo feminino. O mesmo foi feito para definição dos suplentes – veja a lista completa abaixo, divulgada pela CPMig nas redes sociais.

Lista final com os integrantes titulares e suplentes da sociedade civil no Conselho Municipal de Imigrantes.
Crédito: Divulgação/SMDHC

A posse dos novos integrantes do Conselho Municipal de Imigrantes está prevista para agosto, em data ainda a ser definida. O MigraMundo está procurando os imigrantes e entidades eleitas para o colegiado sobre para saber sobre o que pretendem fazer durante o mandato.

Os candidatos eleitos cumprirão mandato até 2020. A função não é remunerada, a exemplo de outros conselhos participativos em São Paulo.

O que é o Conselho?

Em operação desde outubro de 2017, o Conselho é um colegiado ligado à Coordenação de Políticas para Imigrantes e Promoção do Trabalho Decente, da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania (SMDHC) de São Paulo. Ele tem como objetivo promover a participação social junto às políticas públicas voltadas à população migrante.

Migrantes aguardam em fila para votação na Prefeitura Regional da Mooca, onde ficou uma das urnas da eleição para o Conselho Municipal de Imigrantes.
Crédito: Divulgação/SMDHC

Sua criação foi prevista na Política Municipal para a População Imigrante, sancionada em 2016, e era uma demanda antiga tanto de migrantes como de organizações da sociedade civil ligadas à temática.

O Conselho é composto por 16 representantes, sendo oito de secretarias municipais e oito da sociedade civil – foram essas as vagas preenchidas por meio da eleição direta, com voto apenas de migrantes. Ao todo, 52 candidaturas foram apresentadas e 40 delas foram declaradas aptas para a eleição de 10 de junho.

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira seu comentário
Informe seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.